sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Localização, Localização, Localização

A nova tecnologia de geolocation do Help Saude já está no ar. Agora você pode procurar por Bairro, CEP e etc. Pode até determinar a distância da área padrão que devemos incluir na busca, por exemplo, Hospitais até 10kms do CEP. Para fazer isso mapeamos todos os endereços como pontos numa base geográfica de coordenadas e determinamos regiões de abrangência para cada CEP, Bairro, Cidade ou Estado do Brasil. Se seu resultado está muito restrito você sempre pode aumentar a abrangência na barra lateral. Para começar faça uma busca qualquer e depois defina a região nos filtros laterais.

Podemos imaginar que cada localidade (Estado, CEP, Bairro, etc) é um polígono geométrico num plano. Cada endereço é um ponto no mesmo plano. Ou seja, todos os pontos contidos num determinado polígono são considerados da mesma região. Desta maneira, quando você procura um profissional de saúde num determinado CEP ele retorna todos os endereços próximos daquela região geográfica.

Os polígonos que representam cada localidade são na verdade uma aproximação daquela região no mapa, é como se você marcasse com um compasso um pedaço do mapa como "Copacabana", sabemos que Copacabana é uma forma geométrica incerta, certamente, você vai incluir um pedaço de Ipanema ou Leme. Sendo assim, as buscas geográficas não são exatas, o que é bom, pois o que queremos são endereços próximos, a fronteira de um bairro não é tão relevante assim, é só um ponto de referência.

Na prática os resultados não exatos (endereços próximos) são mais úteis que os exatos (endereços que especificamente listam Copacabana na sua escrita).

A mesma vantagem aparece quando um endereço aparece listado com bairros diferentes. Observamos que em muitos lugares há variações quanto ao bairro considerado. No Rio de Janeiro, por exemplo, a Rua do Catete aparece como sendo no Flamengo, Catete ou Largo do Machado. Independente do Bairro descrito pelo estabelecimento essa rua vai aparece geograficamente no ponto correto e será resultado da buscas onde ela deve aparecer.

A maioria dos sites de plano de saúde amarra suas buscas no bairro descrito o que obriga o usuário a fazer diversas buscas para coletar o resultado desejado. Com essa nova funcionalidade damos mais um passo em ser o melhor sistema de busca de profissionais de saúde do mundo.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Brasil sobe para primeiro em número de mortos pela Gripe A

O Brasil passou a ser o país com maior número de mortos pela gripe A (H1N1), também conhecida como gripe suína. O Ministério da Saúde divulgou em Nota à imprensa que até o dia 22/08/2009, foram confirmadas 557 mortes causadas pelo vírus da nova gripe. Este número é atualmente o maior dentre todos os países. Em números relativos (no. de mortos/população do país), entretanto, o Brasil está em sétimo lugar.

O aumento de mortes foi proporcionalmente menor ao das semanas anteriores, o que pode indicar que a doença esteja se espalhando mais devagar, mas ainda é cedo pra tirar conclusões.

Abaixo, um gráfico e uma tabela com os dados da progressão da Gripe A atualizados:

Fonte: Ministério da Saúde

Caso conheça alguem que queira fazer o exame para saber se está com gripe suína, uma alternativa é ir a um Laboratório Richet.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Tabaco mata 6 milhões de pessoas por ano

Estima-se que o uso do tabaco cause 6 milhões de mortes no mundo inteiro por ano. Calcula-se ainda um prejuízo global de 500 bilhões de dólares em recursos, produtividade baixa e mortes prematuras. Estas informações vêm da terceira edição do Atlas do tabaco (The Tobacco Atlas, Third Edition) e da Fundação Mundial do Pulmão (World Lung Foundation) e foram anunciadas na Conferência Global LIVESTRONG Sobre o Câncer na Irlanda.

Em países em desenvolvimento, fumantes gastam quantias desproporcionais de seus salários em tabaco e um alto percentual da população fumante morre ou adoece relativamente jovem, quando ainda poderiam ser produtivos, incorrendo em um alto custo para a economia e para suas famílias. A indústria de tabaco direcionou mais recursos de marketing para países em desenvolvimento, já que estes têm políticas públicas antitabagistas e menos recursos para o controle da venda de produtos derivados do tabaco.

"O Atlas do Tabaco é crucial para ajudar a disseminar em todas as nações, o conhecimento necessário para ajudar a combater a epidemia global mais controlável," disse John Seffrin, CEO da Sociedade Americana do Câncer (American Cancer Society)

Fonte: HealthDay

Encontre um clínico geral no Help Saúde e saiba mais sobre o impacto do cigarro em sua saúde.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Gripe Suina: Diagnóstico em 5 minutos (em breve?)

O Professor Celso Melo, da Universidade Federal de Pernambuco patenteou uma máquina capaz de diagnosticar a presença do vírus da gripe suina em apenas 5 minutos a partir de uma amostra de DNA. O mesmo processo funciona para outros vírus e bactérias, como dengue e HPV, e cada exame custa menos de 1 real. Há 18 meses, o projeto foi apresentado ao Ministério da Saúde e até agora o Professor Melo (assim como todos nós) aguardamos o parecer para que o próximo passo possa ser tomado para a produção e utilização do aparelho. Nanopartículas fluorescentes seriam ativadas em poucos minutos no caso de diagnóstico positivo, incrível!

Fonte: estadao.com.br

Encontre o médico que está procurando no Help Saúde

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Gripe A: podemos vencer juntos esta grande batalha

Por Jussara Fiterman: Presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia e professora da Faculdade de Medicina da PUC-RS

Nos consultórios, hospitais, rodas de amigos ou no trabalho, seja onde for, não se fala em outra coisa. A Gripe A também é manchete dos principais jornais e noticiários, há semanas, preocupando médicos, tirando o sono do governo e alarmando a população.
O clima de pânico, porém, em nada ajudará a vencer o vírus Influenza H1N1 Nossas maiores defesas são a informação e a calma.
Pneumologistas de todo o país, bem como outros especialistas e profissionais de saúde abriram suas agendas, ampliaram seus atendimentos em ambulatórios para ficarem à disposição da população, orientando, esclarecendo dúvidas e manejando os casos suspeitos. Todos têm de fazer a sua parte. Cabe ao cidadão manter-se bem informado sobre o assunto para poder seguir adequadamente as medidas preventivas recomendadas.
É fundamental seguir as principais recomendações que visam à redução da disseminação da doença. A transmissão pode ser direta, por meio das secreções das vias aéreas de pessoas contaminadas, expelidas ao tossir ou espirrar, ou indireta, pelo contato manual de superfícies ou objetos contaminados.
Por esta razão, é fundamental lavar as mãos com frequência, evitar levá-las às mucosas da boca, nariz ou olhos, utilizar lenço descartável ao tossir ou espirrar, não compartilhar copos, toalhas ou alimentos e evitar aglomerações e ambientes fechados.
A pessoa com síndrome gripal costuma apresentar febre alta persistente, tosse, dor de garganta, dor de cabeça, dores musculares, que podem vir acompanhados de sintomas digestivos como falta de apetite, náuseas, vômitos ou diarreia.
O uso de medicação deve ser feito com orientação médica. O controle da febre e boa hidratação são fundamentais. Remédios sem a correta indicação podem mascarar sintomas importantes, agravar doenças ou dificultar o diagnóstico.
A maioria dos casos são autolimitados, isto é, terão melhora clínica espontânea. O sinal de gravidade mais frequente é a falta de ar e pode representar uma evolução desfavorável da doença. Nesses casos, é importante buscar o atendimento médico com urgência para tratamento de possíveis complicações.
É importante manter a calma. Esta não é a primeira epidemia que o mundo assiste e infelizmente não será a última.
É possível que, com a proximidade da primavera e os dias mais quentes, ocorra uma redução dos casos da Gripe A (H1N1), mas é preciso que cada indivíduo cumpra o seu papel, seguindo as orientações de prevenção, protegendo-se e educando-se na promoção da saúde da comunidade.
Com certeza, ações conjuntas dos profissionais de saúde, governos e sociedade terão um impacto favorável no combate a esta epidemia.

Procure por médicos especializados no Help Saúde (Ex: Clínico Geral no Rio Grande do Sul)

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Em um mês foram 192 mortos pela gripe A no Brasil

Elaboramos um gráfico com o número de mortes causadas pela gripe suína por estado brasileiro, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Saúde ao longo do último mês. No dia 08/07/2009 foi confirmada a primeira vítima e no dia 08/08/2009 o número de óbitos chegou a 192.


Vacina contra a gripe suína

Chegou no Brasil nesta terça feira (11/8) a matéria-prima - composta por vírus inativos da doença - necessária para a fabricação da vacina contra a gripe suína. A previsão é que em dezembro comece a ser administrada, a princípio em casos de maior risco como profissionais da saúde que têm contato direto com pessoas infectadas.

O Ministério da Saúde já comprou 1 milhão de vacinas prontas que chegarão em dezembro e mais 17 milhões de doses a serem produzidas no Instituto Butantan, em parceria com a empresa Sanofi Pasteur. O MS está negociando a compra de mais 15 milhões de doses.

Fontes: Ministério da Saúde e estadao.com.br

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Ranking dos Planos de Saúde

A ANS divulgou um ranking com a colocação de 1.480 planos de saúde. Aproximadamente metade deles, que atendem 22,7% dos contribuintes (9 milhões de pessoas) foram considerados ruins.

No site da ANS, é possível pesquisar pelo CNPJ ou Razão Social do plano para ver sua avaliação.

links: Relatório completo (formato pdf), ANS

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Universidade de Oxford estuda os efeitos do Tamiflu em crianças

Uma equipe da Universidade de Oxford estudou os benefícios e os efeitos colaterais do uso do Tamiflu por crianças de 1 a 12 anos.

O que já se sabia sobre este tópico:

- Crianças são particularmente vulneráveis a epidemias sazonais de gripe, e algumas desenvolvem complicações.

- Os antivirais oseltamivir e zanamivir são usados para tratar crianças com os sintomas de gripe e para evitar que a infecção se espalhe.

- Na atual pandemia da gripe suína (H1N1), estes antivirais têm sido usados como profiláticos e estão sendo recomendados para o tratamento de crianças apresentando os sintomas gripais.

O que este estudo acrescenta:

- Antivirais como o oseltamivir e zanamivir encurtam a duração de gripes de 0,5 a 1,5 dias e reduzem o risco de transmissão da doença em 8%.

- O tratamento com antivirais não diminui os efeitos da asma ou o uso de antibióticos, mas o oseltamivir (composição do Tamiflu) está associado com um maior risco de vômitos.

- Não são conhecidos os efeitos dos antivirais na redução dos sintomas da doença, ou mesmo na prevenção contra eventuais complicações em crianças contaminadas. Os dados atuais indicam que os efeitos podem ser limitados.

Clique aqui para ver a pesquisa (pdf em inglês) publicada no British Medical Journal.

UPDATE (11/08/2009): O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão defendeu em debate sobre a gripe H1N1, a restrição do uso do Tamiflu com base na possibilidade do uso indiscriminado criar um vírus mais resistente e no estudo do British Medical Journal citado aqui.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Comparações entre gripe sazonal e gripe suína

A gripe suína apresenta os mesmos sintomas que a gripe sazonal, com incidência bastante similar também. Veja na tabela abaixo a comparação de incidência dos sintomas nas gripes A e na gripe sazonal.

Aproximadamente 30% das pessoas infectadas pela gripe A apresentam ao menos um fator de risco, assim como 25% das pessoas infectadas pela gripe sazonal. Abaixo um gráfico mostrando quais fatores de risco foram mais presentes na gripe A e na gripe sazonal:


Fatores de risco e a gripe influenza A no Brasil

Quem tem pelo menos um fator de risco e doença grave pelo novo vírus tem 2,63 vezes mais risco de morrer. Das 52 mulheres que morreram em decorrência da nova gripe, 14 eram gestantes.

Foi instituído um sistema de priorização de atendimento em hospitais para pessoas com maior risco de desenvolver as formas mais graves da doença, veja abaixo:

1. Gestação.
2. Idade menor que 2 e maior que 60 anos.

3. Pessoas com doenças que debilitam o sistema imunológico (defesas do organismo), como câncer e AIDS; ou que tomam regularmente medicamentos que debilitam o sistema imunológico.
4. Doenças crônicas preexistentes, como problemas cardíacos (como arritmias), pulmonares (exemplos: bronquite e asma), renais (pessoas que fazem hemodiálise, por exemplo) e sanguíneos (como anemia e hemofilia); diabetes, hipertensão e obesidade mórbida.

Veja o gráfico com a distribuição de óbitos de SRAG (síndrome respiratória aguda grave) pela nova Influenza A (H1N1), segundo presença de fatores de risco. Brasil, até SE 30/2009.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Atualização: Número de óbitos causados pela gripe suína no Brasil em 01/08/09

O Ministério da Saúde divulgou em nota à imprensa (05/08/2009), novos dados sobre a gripe A (H1N1). Das 17.277 pessoas que apresentaram sintomas de algum tipo de gripe entre 25 de abril e 1º de agosto, 2.959 (17%) foram confirmados como casos de gripe A.

Dos 2.959 infectados pela nova gripe, 17,1% apresentaram sintomas leves.

Dos 844 casos considerados graves, 96 morreram. São 11,4% dos casos graves e 3,2% do total de infectados com o vírus da influenza A.

Tabela de distribuição de óbitos por influenza A(H1N1) por Unidade Federada. (até 01/08/2009)

Fonte: Minstério da Saúde

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Molécula sintética destrói câncer de pele

Foi identificado por pesquisadores espanhóis, um composto sintético que promove a autodestruição (por autofagia e apoptose) de células de melanoma. Este avanço pode possibilitar a produção de um remédio mais efetivo no combate ao câncer de pele.

A descoberta foi publicada no periódico científico Cancer Cell, e outras informações podem ser lidas neste post do estadao.com.br

Procure por Oncologista em São Paulo ou na sua região pelo Help Saúde.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

57 pontos de distribuição do medicamento contra a gripe suína (RJ)

Começou no Rio de Janeiro a distribuição do medicamento Fosfato de Oseltamivir , usado no combate aos sintomas de gripe suína (gripe H1N1)

A lista com os Pontos de distribuição está no site da SECRETARIA DE SAÚDE E DEFESA CIVIL do Rio de Janeiro e o jornal O DIA preparou um MAPA NO GOOGLE com a localização dos pontos.

Como obter o remédio: “uma vez que o médico preencha o formulário de prescrição do medicamento e a receita, o paciente, seu acompanhante ou até mesmo um funcionário da unidade hospitalar para onde seja solicitado o remédio poderá obter o tamivir.”


Fora da capital, as cidades que receberam os medicamentos em quartéis são: Angra dos Reis, Parati, Araruama, Cabo Frio, São Pedro D’Aldeia, Saquarema, Miguel Pereira, Paracambi, Três Rios, Vassouras, Barra do Piraí, Resende, Valença, Itaguaí, Magé, Nilópolis, Nova Iguaçú, São João de Meriti, Itaboraí, Maricá, Niterói, São Gonçalo, Cambuci, Italva, Itaocara, Itaperuna, Santo Antônio de Pádua, Campos dos Goytacazes, Macaé, São Fidélis, São João da Barra, Bom Jardim, Cachoeiras de Macacu, Carmo, Cordeiro, Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis.

Fonte: Secretaria de Saúde e Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro

Encontre seu médico no Help Saúde.


Help Saúde no Caderno Digital do Globo

Saiu uma nota no Caderno Digital do jornal O Globo (03/08/2009) comentando sobre o Help Saúde e seus serviços!

"Help Saúde é uma completa ferramenta de busca de médicos, dentistas, hospitais, clínicas e laboratórios. A ferramenta ainda informa quais os planos de saúde que o profissional aceita. Até o momento, o site tem mais de um milhão de prestadores de saúde cadastrados. http://www.helpsaude.com"