quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Leia Seu Contrato - Campanha da ANS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS está com uma campanha com o objetivo de estimular a reflexão sobre a necessidade real e o tipo de plano de saúde mais adequado a ela, lendo atentamente o contrato antes de assiná-lo e garantindo que tudo de que necessita e deseja está contemplado nele.
“Para alcançar seu objetivo, a Campanha 2009 prevê atuação nacional através de comerciais de TV, anúncio em revista, hotsite, banners e ações em mídias digitais de Internet.”
A site da campanha é bem auto-explicativo, www.leiaseucontrato.com.br.
Veja abaixo um dos filmes da campanha

A Revolução do Bem-estar

Estamos vendo uma grande mudança na maneira de tratar nosso corpo e nossa saúde: cada vez mais se dá valor ao bem-estar acima de um maior desempenho atlético e da saúde acima da beleza. O Brasil já é o segundo país com mais academias no mundo, e as pessoas que as frequentam são de faixas etárias mais abrangentes, agora com grande número de atividades para crianças, adolescentes e idosos.

Vemos números crescentes de pessoas fazendo Pilates, Yoga, dança e outros. Atividades que mudarão sua vida mais do que mudarão seu corpo. Trazem grandes benefícios e muito menos chance de lesão e desgaste. Mesmo atletas fazem mais uso destas técnicas, uma grande quantidade de atletas olímpicos alega praticar Yoga, por exemplo. Hoje fala-se de sustentabilidade até no corpo. Ninguém está dizendo que a musculação é ruim, muito pelo contrário, mas outras técnicas complementam o equilíbrio, a flexibilidade e a respiração entre outros fatores.

Para escrever este post, me inspirei no globo.com

Não deixe de consultar um médico antes de iniciar uma atividade física, e se quiser ajuda pra encontrar um, use o Help Saúde.

Brasil luta por direito à vacina contra Gripe Suína para países mais pobres

Países em desenvolvimento enviam amostras do vírus H1N1 para os países desenvolvidos, lá eles desenvolvem uma vacina e a vendem de volta para os países em desenvolvimento, ganhando muito dinheiro com isso. Tudo bem que eles gastam na pesquisa pela vacina, mas ao mesmo tempo ganham de graça a matéria prima para os estudos, depois patenteiam a vacina e os países mais pobres têm que pagar por ela. O Brasil quer que vacinas e tecnologias surgidas de agentes descobertos em países pobres sejam partilhadas. Os países que produzem a vacina doam 10% para países em desenvolvimento, inclusive o Brasil que depois ainda tem que comprar uma grande quantidade pra completar as necessidades da população. O que está sendo pleiteado é o "direito soberano" sobre as amostras do vírus e um acordo internacional que garanta que países emergentes tenham acesso às vacinas e tecnologias que sejam criadas a partir dos agentes descobertos em seus territórios.

"A guerra das vacinas e do compartilhamento de vírus eclodiu em 2007 quando a Indonésia forneceu à OMS amostras do vírus da gripe aviária. O material foi disponibilizado de forma gratuita aos laboratórios credenciados - todos nos países ricos - e acabou sendo patenteado. A vacina, então, foi oferecida por um alto preço ao governo da Indonésia."estadao.com

"Empresas farmacêuticas e governos dos países ricos não querem nem ouvir falar nessa ideia. A diretora da OMS, Margaret Chan, foi convocada para mediar uma solução. Produziu uma proposta, mas foi rejeitada pelos europeus e americanos."estadao.com

É bom ver o Brasil se mexendo pra proteger seus direitos e de outros países que sofrem com essa condição que mais parece de colônia de exploração, especialmente nesse caso que trata de saúde, um assunto que não deveria estar tão relacionado a grandes empresas e grandes lucros, como acontece.

Tratamentos de acne e rugas com Microdermoabrasão

O tratamento de Microdermoabrasão é agressivo à pele, mas parece indicar melhores resultados na redução de marcas de acne, cicatrizes e até rugas segundo a Universidade de Michigan. A microdermoabrasão (microdermabrasion) pode usar grãos de diamante ou outras substâncias duras e proporciona um período de cura mais rápido que outras técnicas como o laser resurfacing. A chave para o tratamento é estimular a produção de colágeno, uma importante proteína da pele.

A equipe da Universidade de Michigan, descobriu que um tratamento mais abrasivo as vezes é melhor do que o menos abrasivo, pois estimula maior produção de compostos associados à recuperação da pele e agentes para combater infecção e tudo isso induz a produção de colágeno.

As conclusões apresentadas pelos médicos estão na edição de outubro da Archives of Dermatology.

Não deixe de consultar um dermatologista para o tratamento da sua pele, encontre o melhor pra você no Help Saúde.

Fonte: HealthDay

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Os Doutores de Sucesso estão no Help Saúde

Na revista Veja-Rio desta semana, um grupo de notáveis da área de saúde escolheu os médicos mais destacados do Rio de Janeiro em 21 especialidades.












Veja o perfil destes profissionais no Help Saúde:

Pediatria: Luis Felipe Mader
Cirurgia Cardiovascular: Edson Nunes
Ortopedia: Carlos Giesta
Cirurgia Vascular: Arno von Ristow
Ginecologia: Luiz Fernando Dale
Clínica Geral: Abdon Hissa
Neurocirurgia: Paulo Niemeyer Filho
Dermatologia: Pedro Briggs
Oncologia: Daniel Tabak
Geriatria: Cláudia Burlá
Mastologia: Maurício Magalhães Costa
Oftalmologia: Almir Ghiaroni
Cardiologia: Paulo Roberto Dutra da Silva
Gastroenterologia: José Galvão-Alves
Obstetrícia: Luiz Fernando Alencar
Otorrinolaringologia: Jair de Carvalho e Castro
Nefrologia: Eduardo Rocha
Neurologia: Sérgio Novis
Pneumologia: Carlos Alberto Barros Franco
Psiquiatria: Jorge Alberto Costa e Silva
Urologia: Fernando Vaz

Assim como estes, mais de um milhão de médicos do Brasil inteiro podem ser encontrados no Help Saúde.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Próteses de silicone têm prazo de validade

Médicos dizem que as pessoas não devem ficar mais de 15 anos sem que depois seja feito um exame cuidadoso. As próteses podem se romper e causar graves problemas de saúde.

Veja o vídeo do Bom dia Brasil (16/10/2009).

Encontre seu cirurgião Plástico no Help Saúde.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Cadê a Gripe Suína?

Durante um período eu busquei semanalmente os números oficiais da Gripe Suína no site do Ministério da Saúde. Algumas semanas depois, com comentários de que o número de doentes graves estava diminuindo, os dados oficiais passaram a ser divulgados quinzenalmente. Muito silenciosamente, não há atualização para os números da Gripe Suína desde 16/09 (escrevo isso em 08/10). Olho regularmente o site do Ministério da Saúde em busca de atualizações. Enquanto o assunto perde espaço no interesse da mídia, o próprio site do Ministério da Saúde, que não tem atualizado os números de óbitos e doentes no Brasil, publica uma notícia (no dia 6/10) de que o governo aprovou em Nota Provisória o uso de R$ 2,1 bilhões no combate à pandemia.

Fica até difícil saber se o estardalhaço que revolve o assunto da Gripe Suína é exagerado, adequado ou se é pouco porque precisamos de dados e informações consistentes para avaliar a situação. Qual o interesse em não divulgar os dados sobre a Gripe? Os números estão ruins e isso seria um atestado de incompetência, ou os números estão melhorando e isso diminuiria a força política necessária para liberar o investimento dos R$ 2,1 bilhões?