segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Seja um doador de órgãos e tecidos - Salve Vidas

Hoje, dia 27 de setembro, é o Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos. Segundo a ABTO - Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, o Brasil é o segundo país do mundo em número de transplantes realizados por ano. Mas é preciso continuar conscientizando a população sobre o assunto para cada vez aumentar mais o número de vidas salvas.

O Brasil possui hoje um dos maiores programas público de transplantes de órgãos e tecidos do mundo. Com 548 estabelecimentos de saúde e 1.376 equipes médicas autorizados a realizar transplantes. O Sistema Nacional de Transplantes está presente em 25 estados do país, por meio das Centrais Estaduais de Transplantes.

O transplante é um procedimento médico com enormes perspectivas para pessoas com insuficiências orgânicas terminais ou crônicas. Em geral os doadores são pacientes com morte encefálica. A morte cerebral indica que, em poucas horas, o coração vai parar de bater, e caso a família do paciente autorize, a retirada dos órgãos é feita enquanto ainda há circulação sangüínea.

Outra maneira de doação é com indivíduo vivo, ou seja, pessoa que possa doar um órgão ou tecido sem comprometimento da saúde e que tenha sido avaliada por um médico. Pessoas de todas as idades podem ser consideradas potenciais doadoras, sendo que a sua condição médica no momento da morte determinará quais órgãos e tecidos poderão ser doados. Os órgãos são removidos cirurgicamente em uma operação de rotina, sem deformação alguma do corpo.

Os órgãos são doados para indivíduos que estejam na lista de espera, de acordo com a gravidade da doença, tempo de espera, tipo de sangue e outras informações médicas.

Precisa de mais informações sobre este assunto? Encontre no Help Saúde um médico perto de você.

Um comentário:

  1. Olá, blogueiro,
    Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.
    Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.
    Acesse www.doevida.com.br e saiba mais.
    Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br
    Atenciosamente, Ministério da Saúde
    Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude

    ResponderExcluir