quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Dependência Química e Sanidade mental

A dependência química dentre outros conceitos médicos pode ser entendida como o uso de uma substância que age no sistema nervoso central, além disso que no uso repetido a pessoa passa a precisar de doses cada vez maiores e em menos tempo para atingir o prazer anteriormente experimentado.
Outras características são uso compulsivo, isto é, sem ter pleno controle e desenvolvendo sintomas físicos quando se reduz ou falta a substância no corpo.

O uso prolongado do álcool pode levar o dependente desta substância a ter prejuízos em sua memória a ponto de desenvolver demência, ou seja, perdas também da atenção, concentração e de realizar os auto-cuidados.
A maconha pode levar ao desenvolvimento de sintomas depressivos e até de psicose que é um estado mental de interpretação errônea da realidade.
A Cocaína e o Crack associam com possíveis aumentos dos riscos de psicose e de agressividade.
Desta forma, várias substâncias usadas pelos dependentes químicos pode sim causar danos mentais que prejudicam o funcionamento psíquico e logo causam alteração da Sanidade Mental.

Fonte: Dr. Hewdy Lobo Ribeiro. CRM: SP 114681

Psicoterapeuta cadastrado no Help Saúde.


Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário