sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Dia Internacional do Deficiente Físico - 3 de Dezembro

A ORIGEM DA DATA

3 de Dezembro é o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

Este dia foi instituído desde 1998 pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo de fomentar uma maior compreensão dos assuntos que dizem respeito à deficiência e para mobilizar as pessoas em defesa da dignidade, dos direitos e o bem estar dos portadores de deficiência física.

A expressão pessoa com deficiência pode ser aplicada referindo-se a qualquer pessoa que possua uma deficiência.

A pessoa com deficiência geralmente precisa de atendimento especializado, seja para fins terapêuticos, como fisioterapia ou estimulação motora, seja para que possa aprender a lidar com a deficiência e a desenvolver as potencialidades.

O Dia Nacional da pessoa portadora de Deficiência Física é 11 de outubro, dia das pessoas que só desejam uma coisa de nós, sociedade: oportunidades e tratamento iguais.


O QUE É DEFICIÊNCIA?

Segundo a ONU, foi definido como um conceito e é utilizado para definir ausência ou disfunção de uma estrutura psíquica, fisiológica ou anatômica e pode ter várias causas.

Entre as principais estão os fatores genéticos, fatores virais ou bacterianos, fatores neonatais, fatores traumáticos (especialmente os medulares).

A deficiência física refere-se ao comprometimento do aparelho locomotor que compreende o sistema ósteo-articular, o sistema muscular e o sistema nervoso. As doenças ou lesões que afetam quaisquer desses sistemas, isoladamente ou em conjunto, podem produzir quadros de limitações físicas de grau e gravidade variáveis, segundo o(s) segmento(s) corporais afetados e o tipo de lesão ocorrida.

DEFICIÊNCIAS

Paralisia Cerebral: por prematuridade, anóxia perinatal, desnutrição, rubéola, toxoplasmose, trauma de parto, subnutrição;

Hemiplegias
: por acidente vascular cerebral, aneurisma cerebral, tumor cerebral e afins;

Lesão medular
: por ferimento por arma de fogo, ferimento por arma branca, acidentes de trânsito; mergulho em águas rasas.

Traumatismos diretos
:quedas, processos infecciosos e processos degenerativos .

Amputações
: causas vasculares e causas metabólicas ;

Má formação congênita
: por exposição à radiação; uso de drogas; causas desconhecidas.

Artropatias
: por processos inflamatórios; processos degenerativos; alterações biomecânicas; hemofilia e distúrbios metabólicos

NÚMEROS

Segundo a ONU, existem aproximadamente 500 milhões de deficientes no mundo, sendo 80% vivendo nos países em desenvolvimento. No Brasil, existem em torno de 27 milhões de pessoas com deficiência. Destes, apenas 3,2 milhões freqüentam escola, e este número cai vertiginosamente para 700 mil se considerarmos a faixa etária de 18 a 29 anos, que seriam os matriculados em curso superior.

NECESSIDADES ESPECIAIS

As pessoas com deficiência de ordem física ou motora necessitam de atendimento fisioterápico e psicológico para lidar com seus limites e necessidades.
A fisioterapia ou estimulação motora também são importantes seja para que possa aprender a lidar com a deficiência e a desenvolver as potencialidades.

EDUCAÇÃO ESPECIAL

A Educação Especial tem sido uma das áreas em que se têm desenvolvido estudos científicos para melhor atender estas pessoas. No entanto, a educação regular passou a ocupar-se também do atendimento de pessoas com necessidades educativas especiais, o que inclui pessoas com deficiência, além das necessidades comportamentais, emocionais ou sociais.

Desde a Declaração de Salamanca surgiu o termo necessidades educativas especiais, que veio a substituir o termo criança especial, anteriormente utilizado em educação para designar a criança com deficiência. Porém, este novo termo não se refere apenas à pessoa com deficiência, pois engloba toda e qualquer necessidade considerada atípica e que demande algum tipo de abordagem específica por parte das instituições, seja de ordem comportamental, seja social, física, emocional ou familiar.

CONQUISTAS NO ESPORTE: BI CAMPEONATO!

No lugar do sentimento de piedade, aliás, deveria ser posto o de colaboração, educação e civilidade. Ou seja, a consideração a ser dispensada a uma pessoa portadora de deficiência teria de ser a mesma que deveríamos dispensar a qualquer pessoa não portadora.
Prova disso são os resultados da equipe brasileira no Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara no México 2011. OS DEFICIENTES FÍSICOS BRASILEIROS conquistaram com o primeiro lugar na competição, com 197 medalhas: 81 de ouro, 61 de prata e 55 de bronze, atingindo o bi-campeonato nos Jogos Parapan-Americanos no México.

Fonte: Editoria HelpSaúde.
Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário