quarta-feira, 29 de junho de 2011

Startup ganha investimento para um aplicativo para iPhone que detecta melanoma

O que você acha de um aplicativo para iPhone que pode verificar se a verruga no seu braço não parece muito saudável? Esse é o objetivo do “Skin Scan”, aplicativo médico do iPhone que já está disponível na loja de aplicativos da Apple. A startup recebeu 50 mil euros para o investimento inicial da empresa Seedmoney.

A Skin Scan vai fazer com que as pessoas visitem mais seus médicos e dessa maneira salvar mais vidas ou vai transformar todos nós em hipocondríacos. Eu não consigo decidir qual dos dois. Basta dizer que o Skin Scan aparece ser um aplicativo muito inteligente, porque além de diagnosticar suas verrugas ele também pergunta pela sua localização. O aplicativo da Apple também está produzindo um mapa de como “nossas verrugas” estão ao redor do planeta. O conceito do Skin Scan é muito interessante, pois pode mapear as taxas de câncer de pele em todo o mundo, se der certo.

O aplicativo tira uma foto da verruga e usa um algoritmo específico para investigar os formatos ideais de células que existem na pele humana (se você olhar de perto, você pode ver pequenos triângulos numa pele normal, é verdade!). E partir disso ele calcula se formato das verrugas está se desenvolvendo normalmente ou não, se tornando um melanoma com potencial cancerígeno.


Fonte: Tech Crunch

Temas relacionados no Help Saúde: Médico, Dermatologia, Cancerologia, Oncologia

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Apegos

"Há um tempo em que é preciso
abandonar as roupas usadas,
que já têm a forma do nosso corpo,
e esquecer os nossos caminhos,
que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia: e,
se não ousarmos fazê-la, teremos ficado,
para sempre, à margem de nós mesmos."

Fernando Pessoa

Existem momentos na vida em que, para crescer, precisamos romper com tudo aquilo que não nos serve mais. São os momentos onde é possível encarar, e se desfazer, de tudo que não faz mais nenhum sentido na nossa vida, inclusive aquelas crenças que cultivamos como se não houvesse outras possibilidades.

É o momento de romper com tudo o que preservamos por apego como relacionamentos falidos, hábitos, modelos mentais, expectativas falsas que nos mantém com a mente e o coração, cheios de velhas idéias, sentimentos do passado, mágoas e fantasias.

Apegos são fontes inevitáveis de sofrimento. Quando nos apegamos permanecemos ligados ao passado, não conseguimos viver plenamente o momento presente, nem vislumbrar o futuro.

Mas existem momentos na nossa vida que por algum motivo somos desafiados a desapegar, a perder as cascas, a trocar a pele, a renovar, a mudar a paisagem, a virar a página.

Desapegar é se livrar de tudo o que você não quer mais e abrir espaço para o que você quer. O desapego nos torna criativos, nos faz encontrar um novo caminho, uma nova forma de ver e de viver a vida, abre espaço para novas alegrias, novas experiências.

Desapego não é desinteresse, indiferença ou fuga. Desapego é quando encaramos de frente o que nos acontece, com consciência, com presença, com aceitação, vivemos e deixamos ir.

“Quando você estiver doente, aceite a doença e faça o possível para se recuperar. Aceite a doença e a transcenda... ou melhor, aceite-transcendendo. A vida é mutável; todas as coisas são mutáveis; todas as condições são mutáveis. Por isso, “deixe ir” as coisas. Todos os abusos, a raiva, a censura – deixe que venham e que se vão. Tudo o que fazemos, devemos fazer com sinceridade, com honestidade e com todas as nossas forças; e uma vez feito, feito está. Não nos apeguemos a ele. Muitas pessoas se apegam ao passado ou ao futuro, negligenciando o importante presente. Devemos viver o melhor “agora”, com plena responsabilidade.

Quando o sol brilha, desfrute-o; quando a chuva cai, desfrute-a. Todas as coisas nesta vida – deixe que venham e deixe que se vão. Este é um segredo da vida que nos impede de ficar aborrecidos ou neuróticos. Buda disse que todas as coisas na vida e no mundo estão em constante mutação; por isso, não se torne apegado a elas.” Gyomay Kubose

Quanto mais rapidamente aprendermos a aceitar o que está acontecendo nesse exato momento, a tomar decisões no agora, a interagir com as coisas que estão diante dos nossos olhos mais seremos capazes de nos desapegar, de deixar ir.

A única coisa que temos de fato é o presente. E quem não aproveita o presente deixa de gozar a vida. Segundo Schopenhauer a consequência da fuga do presente é a insatisfação eterna dos que não valorizam o que possuem, desejando sempre coisas distantes.

Do que você precisa desapegar para viver plenamente o seu presente?



Fonte: Érica Castelo Branco de Andrade. Terapeuta Ocupacional cadastrada no Help Saúde.

Temas relacionados no Help Saúde: Psicologia, Psicoterapia

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Planos de saúde: Conselho Regional de Medicina pretende ir à Justiça contra prazos para a marcação de exames e consultas

A determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) de que o agendamento de consultas e exames pelos planos de saúde deverá acontecer no prazo máximo de sete a 21 dias — dependendo da especialidade e do tipo do procedimento — vai parar na Justiça. O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio (Cremerj) prepara uma ação contra a norma, publicada na segunda-feira passada.

Para a médica Márcia Rosa de Araujo, presidente do Cremerj, a medida é inconstitucional e servirá somente para abalar as relações entre médicos e pacientes.

— Eles querem jogar os pacientes contra os médicos. Ninguém vai procurar um advogado e dizer que ele terá que resolver um número determinado de processos por ano. A resolução é um tremendo absurdo — contestou a médica.

De acordo com Márcia, pelo menos 40% dos médicos já se descredenciaram de algum plano de saúde no último ano. E, por conta da resolução da ANS, esse número ainda pode aumentar.

— Cresce o poder econômico das classes no país e, com isso, aumenta o número de pessoas contratando planos de saúde. Mas com a mesma quantidade de médicos credenciados. Hoje, é possível dizer que há mais descredenciamento do que credenciamento de médicos — afimou Márcia.

Um dia após a ANS publicar uma resolução, o Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou uma pesquisa em que mostra que quase 60% dos usuários de plano de saúde relataram enfrentar, no último ano, algum problema no serviço oferecido pelas operadoras. Segundo o estudo, a queixa mais comum dos consumidores (26%) é a demora em conseguir atendimento em pronto-socorro, laboratório ou clínica.


Fonte: Extra


Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

terça-feira, 21 de junho de 2011

Energia contra o câncer

Tecnologia de radiocirurgia para tratamento de tumores sem cortes dá nova esperança a pacientes

Com o aumento da expectativa de vida, o câncer é hoje a segunda causa de morte no país – somente em 2010, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimou o surgimento de cerca de 490.000 novos casos. Cada vez mais incidente, a doença tem se tornado alvo de pesquisas em todo o mundo.

Na busca de formas de tratar e controlar o câncer, novos equipamentos de última geração têm trazido esperança e aumentado a qualidade de vida dos pacientes. Entre as mais recentes inovações tecnológicas, estão equipamentos avançados de radiocirurgia que começam a chegar ao país.

Destinada inicialmente a procedimentos não-invasivos no cérebro, a radiocirurgia é uma técnica precisa usada pra destruir tumores por meio de feixes de radiação de alta energia focalizada, com eficiência e sem a necessidade de cirurgias abertas. Com o paciente acordado e consciente, os equipamentos mais modernos de radiocirurgia já são capazes de tratar mesmo órgãos em que a respiração ou outras estruturas possam movimentar o tumor, como coluna, pulmão, rim, fígado, pâncreas, próstata, cabeça e pescoço.

É o caso do aparelho Novalis 6D Classic™. Ele combina diferentes técnicas de imagem que orientam o dispositivo de modelagem de feixes de alta resolução. Dessa forma, é possível localizar o tumor com precisão submilimétrica, visualizar o alvo em tempo real e tratar lesões de praticamente todo tamanho ou forma em muitas regiões do corpo. “A lesão recebe a quantidade máxima de radiação possível, enquanto o tecido saudável ao redor permanece protegido”, afirma o Dr. Felipe Erlich, radioterapeuta do Centro de Oncologia da Rede D’Or. O Novalis entra em funcionamento a partir de 28 de junho no novo centro especializado da Rede D’Or, primeiro local a dispor da tecnologia no Rio de Janeiro e segundo no Brasil.

O resultado é a redução ou controle do crescimento de tumores, matando as células cancerosas ou interferindo em sua capacidade de crescer, com efeitos colaterais mínimos e ampliando as chances de cura.

A nova técnica é realizada sem a necessidade de internação ou anestesia, permitindo que o paciente mantenha praticamente inalterada a sua rotina diária. “Isso com resultados equiparáveis ou até mesmo superiores ao tratamento tradicional, dependendo do tipo, tamanho e localização das lesões”, comenta o Dr. Marcello Reis, neurocirurgião do Centro de Oncologia da Rede D’Or.

Além disso, com tamanho grau de exatidão, podem ser administradas doses mais altas de radiação, o que significa períodos de tratamento mais curtos. O Dr. Felipe Erlich acrescenta ainda que, para certos pacientes, a tecnologia é uma nova esperança. “Alguns tumores são considerados inoperáveis pelos métodos convencionais e em determinados casos a cirurgia aberta pode oferecer um risco muito alto”.


Dr. Felipe Erlich e Dr. Marcello Reis: Profissionais cadastrados no Help Saúde.

Centro de Oncologia da Rede D’Or localizado no Hospital Quinta D’Or
Serviço de Radioterapia e Radiocirurgia: Tel (21) 3461-3801/ 3802


Temas relacionados no Help Saúde: Oncologista


Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

21 de junho - Dia Nacional de Combate à Asma

Doença afeta de 10 a 25% da população brasileira

No dia 21 de junho, Dia Nacional de Combate à Asma, os médicos da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI) reforçam a divulgação das estatísticas da doença. De acordo com os especialistas a asma é uma doença que afeta cerca de 10% a 25% da população brasileira, sendo responsável, anualmente, por 400 mil internações hospitalares (DATASUS 2001), 2.500 óbitos e um número incontável de atendimentos ambulatoriais, principalmente, em salas de urgência e de faltas ao trabalho e à escola.

O que é a Asma?

A asma é uma doença de origem genética que se acompanha de uma inflamação dos brônquios. Caracterizadas pelos sintomas de tosse, sensação de aperto no peito, respiração curta e chiado no peito.

De acordo com os especialistas, é importante que a asma seja reconhecida como uma doença alérgica e diagnostica precocemente para que seja controlada. Eles explicam que, na maior parte dos casos, a doença é diagnostica na faixa dos seis anos de idade ou então na adolescência e na fase adulta. Poucos são os casos diagnosticados antes dos dois anos de idade, fase em que 80% já apresentam a primeira crise.

Tratamento

Existem vários tipos de remédios para tratar a asma, mas pode-se dividir em dois grupos: Remédios aliviadores - para aliviar sintomas e tratar as crises da doença e Remédios controladores - que atuam na inflamação dos brônquios, controlam a doença e evitam novas crises. O tratamento pode ser feito com a utilização de medicações por via inalada sob a forma de sprays (conhecidas como “bombinhas”), nebulização ou como inaladores de pó seco.

“Um grande avanço no tratamento da asma foi a descoberta dos corticóides inalados (conhecidos como “bombinhas de cortisona”). Estes remédios não engordam, não viciam e não fazem mal ao coração. Pelo contrário, podem ser usados em adultos e crianças, por tempo prolongado para controlar a inflamação dos brônquios e evitar as crises de asma”, afirma Dr. João Negreiros Tebyriçá, presidente da ASBAI.

Outra maneira importante de prevenir é ressaltar que a higiene ambiental deve ser feita com rigor na casa dos pacientes que sofrem da doença.

Custos

A asma é a quarta maior causa de hospitalização, o que equivale ao terceiro maior gasto do Sistema Único de Saúde (SUS) com uma doença específica, a um custo de aproximadamente R$ 111 milhões.

Os custos da asma podem ser divididos em três tipos: os custos diretos (aqueles que podem ser calculados, como médicos, serviços de ambulância, cuidados domésticos, medicamentos e hospitalizações), os indiretos (relacionados a faltas ao trabalho, direitos previdenciários, faltas escolares, redução de produtividade) e os incalculáveis (o sofrimento humano, do paciente e da família).

De acordo com a ASBAI, a maneira mais eficaz de reduzir os custos da asma é controlar a doença, por meio de diagnóstico e tratamento adequados. Para evitar crises e internações, é fundamental buscar orientação médica e seguir o tratamento prescrito.


Fonte: Itu.com.br


Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Governo altera regras para consulta básica em planos de saúde no Brasil

Operadoras têm até sete dias para garantir atendimento. Regra vale para serviços como pediatria, clínica médica e cirurgia geral.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar, órgão que regula os planos de saúde no Brasil, passou a exigir das operadoras o atendimento em até sete dias a beneficiários para consultas básicas como pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia. A alteração nas regras para os planos de saúde foi publicada no Diário Oficial nesta segunda-feira (20).

Para as outras especialidades médicas, o prazo é o dobro: 14 dias. Consultas e sessões com fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas deverão ser garantidos em até 10 dias pelas operadoras.

O cliente poderá ser atendido na localidade que exigir, desde que esta esteja dentro da área de abrangência do plano.

Para poder cumprir com os prazos, a operadora deverá encaminhar o pedido por consulta ou serviço a qualquer prestador habilitado na rede assistencial do município escolhido pelo cliente. Isso significa que o beneficiário não será atendido necessariamente por alguém escolhido por ele.


Fonte: Globo.com


Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Dia 18 de junho – Campanha contra o Sarampo

No dia 18 de junho também começa a campanha de vacinação contra o Sarampo, além da campanha contra a Poliomielite. O objetivo das duas campanhas no mesmo período é imunizar a população infantil antes das férias escolares.

A campanha de vacinação contra o Sarampo faz parte de um segmento de erradicação do Sarampo no Brasil, que é realizado de tempos em tempos. A decisão de erradicar a doença foi influenciada pelos 10 casos registrados no ano de 2010 de pessoas que viajaram, pegaram sarampo e foram diagnosticados no Brasil ou de turistas que pegaram a doença no seu país e foram também diagnosticados no Brasil.

Crianças de um a sete anos devem tomar a vacina contra sarampo também conhecida como Tríplice Viral, pois protege contra três doenças: sarampo, rubéola e caxumba. Estarão disponíveis em postos de saúde de oito estados até o dia 22 de julho e a partir do dia 13 de agosto para os demais estados. Os oito estados escolhidos foram: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceara, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Sul, eles foram escolhidos devido à grande população, ao grande fluxo de turistas e por terem uma baixa cobertura nacional de Sarampo.

Fonte: Editoria Help Saúde

Links relacionados: 18 de Junho - Campanha contra a Poliomielite

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologia

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

Campanha contra Poliomielite – 18 de junho até 13 de agosto

A campanha nacional contra a Poliomielite será realizada entre os dias 18 de junho e 13 de agosto. A meta da campanha é imunizar 95% das 13,44 milhões de crianças de 0 a 5 anos no Brasil. Durante os dias de vacinação serão disponibilizados 115 mil postos de saúde no país inteiro para a aplicação das duas doses da vacina. Os postos ficaram abertos de 8h às 17h.

O que é a Poliomielite?

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave, causada e transmitida por um vírus (o poliovírus). A contaminação se dá principalmente por via oral e, na maioria das vezes, não é letal. Em geral, o doente adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia, principalmente nos membros inferiores.

Brasil sem Poliomielite

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil está livre do vírus causador da pólio desde 1989, quando o último caso da doença foi registrado. Em 1994, o país recebeu da Organização Mundial de Saúde (OMS) o certificado de eliminação da poliomielite.
No entanto, segundo a pasta, enquanto houver circulação do vírus em qualquer região do mundo é necessário continuar com a vacinação. A doença ainda é comum em alguns países africanos e asiáticos.

Neste ano a campanha oferecerá também a segunda dose de vacinação contra a gripe influenza, para as crianças que ainda não tomaram a vacina. Dessa maneira, elas estarão protegidas das duas doenças: Gripe Influenza e Poliomielite.


Fonte: Editoria Help Saúde

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologia

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

terça-feira, 14 de junho de 2011

Dia 14 de junho – Dia Mundial do Doador de Sangue



No Dia Mundial do Doador de Sangue o blog do Help Saúde tem o objetivo de enfatizar a importância das doações e as principais razões que levam as pessoas a doarem sangue.

Antes de tudo é preciso entender que o sangue é um material orgânico, não é sintético. Apenas o corpo humano pode produzi-lo, por isso a necessidade da boa vontade e da solidariedade das pessoas para ajudar a salvar outras vidas.


Foto:Salvatore Di Nolfi/AP Photo
A população brasileira ainda tem o pensamento errôneo de que devem doar sangue apenas quando acontece uma catástrofe ou quando um parente está enfermo. Esse pensamento precisa ser descartado, pois o sangue não sobra. É utilizado no dia seguinte da doação, depois de uma série de testes, para salvar a vida de outra pessoa. É preciso doar porque os hospitais grandes, onde são tratados todos os tipos de pacientes, necessitam de sangue disponível em qualidade e quantidade adequada. Se não houver sangue num hospital, as cirurgias serão canceladas. Pacientes submetidos a cirurgias cardíacas, transplantes de rins, de fígado e de medula óssea entre outras, necessitam muito de sangue e de plaquetas. Se o doente fizer quimioterapia, por exemplo, e não receber o suporte da transfusão, poderá não superar o tratamento.

O apelo do blog do Help Saúde é que as pessoas entendam que devem doar sangue não somente porque os estoques estão acabando, e sim para manter os estoques em níveis adequados para o primeiro atendimento em casos de imprevisto.

Para os interessados em doar viste Hemo Centro ou em Postos de Coleta da sua cidade e faça a sua doação. Lembrando que as doações podem ser feitas periodicamente: de três em três meses em homens e as mulheres de dois em dois meses.


Fonte: Editoria Help Saúde

Links relacionados: 14 de Junho - Dia Mundial do Doador de Sangue

Temas relacionados no Help Saúde: Hematologista

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com


segunda-feira, 13 de junho de 2011

Dia 14 de junho - Dia Mundial do Doador de Sangue

No dia 14 de junho é comemorado mundialmente o Dia do Doador de Sangue. Para homenagear esse ato de solidariedade o Help Saúde esclarece algumas dúvidas:

Esclarecimentos gerais:

• A quantidade de sangue retirada não afeta a sua saúde, porque a recuperação é imediatamente após a doação.
• Uma pessoa adulta tem em média cinco litros de sangue e em uma doação são coletados no máximo 450ml de sangue.
• O doador passará por uma entrevista que tem o objetivo de dar maior segurança para você e aos pacientes que receberão o seu sangue.
• Durante a entrevista o doador pode esclarecer todas as suas dúvidas.


Condições básicas para doar sangue:

• Sentir-se bem, com saúde
• Apresentar documento com foto, válido em todo território nacional
• Ter entre 18 e 65 anos de idade
• Ter peso acima de 50 Kg

Recomendações para o dia da doação:

• Nunca vá doar sangue em jejum
• Faça um repouso mínimo de 6 horas na noite anterior a doação
• Não tome bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores
• Evite fumar por pelo menos 2 horas antes da doação
• Evite alimentos gordurosos nas 3 horas antes da doação
• As pessoas que exercem profissões como: pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, sobem em andaimes e praticam pára-quedismo ou mergulho, devem interromper estas atividades por 12 horas antes da doação

Quem não pode doar?

• Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade
• Mulheres grávidas ou que estejam amamentando
• Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas
• Usuários de drogas
• Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos

O que acontece depois da doação?

O doador recebe um lanche, instruções referentes ao seu bem estar e poderá posteriormente conhecer os resultados dos exames que serão feitos em seu sangue. Estes testes detectarão doenças como AIDS, Sífilis, Doença de Chagas, HTLV I/II, Hepatites B e C, além de outro exame para saber o tipo sanguíneo. Se for necessário confirmar algum destes testes, o doador será convocado para coletar uma nova amostra e se necessário, encaminhado a um serviço de saúde.

O que acontece com o sangue doado?

Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas e plasma) e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma unidade coletada. Os componentes são distribuídos para os hospitais para atender aos casos de emergência e aos pacientes internados.


Fonte: Editoria Help Saúde e Ministério da Saúde

Temas relacionados no Help Saúde: Hematologista

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

sexta-feira, 10 de junho de 2011

12 de junho – Passeios saudáveis para fazer com o seu amor

Todos sabem que o dia dos namorados é uma data muito especial para qualquer casal e quando essa data se aproxima eles já começam a fazer planos que envolvem saídas a noites, para cinema, churrascaria, restaurante italiano, japonês, ver filmes em casa, programas sempre tranqüilos e sem grandes emoções. E na maioria das vezes engordativo.

Por isso o Help Saúde formulou uma programação especial para passeios durante a manhã, à tarde ou à noite, para que os casais se curtirem fazendo uma atividade física e também se divertindo.

Andar de Pedalinho: Andar de pedalinho é certamente uma atividade romântica e agradável. O ambiente já cria uma atmosfera de saúde com muitas árvores e verde, além da vivência em dupla de pedalar juntos que une mais o casal. Muitas cidades oferecerem esse programa, e o mais importante apenas 20 minutos dessa atividade queimam 210 calorias.

Patinar no Gelo: Você não precisa ser uma Aliona Savchenko nem um Robin Szolkowy (atual casal campeão em patinação artística) para praticar patinação no gelo. É diversão garantida para aqueles que querem aproveitar a data fazendo algo diferente do mesmo “filminho de comédia romântica depois pizza” que maioria dos casais faz no dia dos namorados. Mas é preciso tomar cuidado para não cair de mau jeito e sempre que necessário pedir ajuda dos instrutores que estão sempre patinando no ringue e auxiliando os marinheiros de primeira viagem. O mais incrível é que com apenas 30 minutos de queima 314 calorias.

Dançar juntos: Dançar sem dúvida é algo que une as pessoas, tanto que muitos parceiros de dança começaram o namoro assim, apenas dançando juntos. Sem dúvida um casal junto há algum tempo também vai se unir ainda mais com essa atividade sensual e ao mesmo tempo divertida. Hoje em dia nas academias existem diversas aulas de dança de salão que disponibilizam diferentes ritmos entre eles o Tango. Em apenas 30 minutos de baile você gasta 105 calorias.

Mergulho submarino: Ver toda a imensidade e biodiversidade que existe no mar é para poucos, para essa aventura é preciso ter coragem. Se faltar coragem em um, o outro dá apoio e vice-versa, com certeza uma experiência inesquecível para ambos. Para realizar esta atividade é preciso fazer um curso de mergulho amador com aulas teóricas e práticas na piscina e no final vocês receberão um certificado de conclusão e uma credencial. A possibilidade de ver pertinho o mundo marítimo também emagrece, com uma perda calórica de 900 calorias por mergulho.

O Help Saúde deseja um feliz dia dos namorados com muitos beijos e saúde para todos.


Fonte: Editoria Help Saúde

Links relacionados: 12 de Junho - Dia dos Namorados

Temas relacionados no Help Saúde: Educação Física, Cardiologia


Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com


Epidemia na Europa - Alemanha confirma que brotos de feijão são a origem do surto de 'E.coli'

Anúncio foi feito nesta sexta (10) por autoridades sanitárias do país. Cepa da bactéria já matou 30, mas cai o número de novos doentes.

Cientistas alemães nesta sexta-feira (10) a origem da cepa da bactéria E.coli, que provocou o recente surto no país. Brotos de feijão originaram a epidemia de diarreia hemorrágica que deixou 30 mortos na Europa

"São os brotos de feijão os causadores", afirmou Reinhard Burger, diretor do Instituto Robert Koch (RKI, na sigla em alemão), durante uma coletiva de imprensa em Berlim das três instituições sanitárias federais que se ocupam da crise.

Segundo as análises, as pessoas que comeram esses brotos têm nove vezes mais possibilidades de sofrer com diarreias hemorrágicas e outros sinais de infecção pela bactéria E.coli entero-hemorrágica (Ehec, na sigla em inglês).

Foram feitos inúmeros testes com brotos germinados pela Gärtnerhof, Bienenbüttel (norte), que, de fato, comprovaram a presença irrefutável da bactéria, em "uma cadeia de indícios tão importante que se pode identificar a origem do contágio", segundo as autoridades sanitárias.

A coletiva reuniu três organismos: o RKI, o Birô Federal para a Proteção dos Consumidores e a Segurança Alimentar, e o Instituto Federal de Avaliação de Riscos. As três instituições anunciaram oficialmente a suspensão do alerta decretado no final de maio contra o consumo de pepinos, tomates e alface, que custou milhões de euros aos agricultores europeus.

"Nossos três institutos estão de acordo de que não há motivo para manter estas recomendações", afirmou um dos dirigentes.

Além disso, aparentemente a fonte da infecção já não está ativa e as cifras de novos doentes estão baixando. "Não há nenhuma outra pista além dos brotos germinados", explicou Burger, respondendo à pergunta se as autoridades estavam 100% certas de que não há outra fonte de contágio.

A bactéria E.coli fez cinco novas vítimas quinta-feira, na Alemanha, elevando o número de mortos da epidemia para 30. Ao todo, 29 pessoas morreram na Alemanha e uma na Suécia.


Fonte: Globo.com

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologista

Posts relacionados: Epidemia na Europa - Bactéria letal faz mais duas vítimas na Alemanha, Epidemia na Europa - Canadá confirma o primeiro caso de 'E. coli', Epidemia na Europa - Pior da crise do E.coli já passou, diz Alemanha, Epidemia na Europa - E.coli é problema alemão, não europeu, diz comissário da UE para Saúde, Epidemia na Europa - Bactéria mortal, o alarme da OMS: “É uma alteração que nunca foi vista.” e Epidemia na Europa - Alemanha estabelece força-tarefa para buscar fonte da bactéria 'E. coli'

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Epidemia na Europa - Bactéria letal faz mais duas vítimas na Alemanha

BERLIM, 9 Jun 2011 (AFP) -A epidemia provocada pela cepa mortal da bactéria E.coli provocou a morte de mais duas pessoas na Alemanha, anunciaram nesta quinta-feira as autoridades do país, o que eleva o balanço de vítimas fatais a 27.

Segundo o Instituto Robert Koch, que contabiliza o número de infectados e vítimas na Alemanha, 18 pessoas morreram vítimas de complicações renais e oito após a infecção pela bactéria, mas sem revelar os sintomas mais graves.

Outra pessoa faleceu na semana passada na Suécia, após uma viagem à Alemanha.

Na terça-feira, o Instituto Robert Koch informou pela primeira vez "uma leve queda na quantidade de novos casos".

Nesta quinta-feira, o instituto destacou que prossegue a tendência de queda do número de novos casos.

A busca segue para identificar a origem da contaminação por uma cepa rara e muito virulenta da bactéria E.coli entero-hemorrágica (Eceh), que provoca diarreia e pode causar trastornos renais, às vezes fatais.


Fonte: Globo.com

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologista

Posts relacionados:Epidemia na Europa - Canadá confirma o primeiro caso de 'E. coli', Epidemia na Europa - Pior da crise do E.coli já passou, diz Alemanha, Epidemia na Europa - E.coli é problema alemão, não europeu, diz comissário da UE para Saúde, Epidemia na Europa - Bactéria mortal, o alarme da OMS: “É uma alteração que nunca foi vista.” e Epidemia na Europa - Alemanha estabelece força-tarefa para buscar fonte da bactéria 'E. coli'

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Epidemia na Europa - Canadá confirma o primeiro caso de 'E. coli'

Paciente, que já recebeu alta, viajou para a Alemanha recentemente e confirmou que consumiu verduras no país

Toronto - As autoridades de saúde canadenses anunciaram nesta quarta-feira que as provas de laboratório confirmam a existência no país de um caso de "E. coli", bactéria que causou a morte de 25 pessoas na Alemanha.

O porta-voz do Ministério da Saúde da província de Ontário, Andrew Morrison, disse à Agência Efe que as provas de laboratório realizadas em um paciente que ficou doente na semana passada confirmaram que a bactéria é a mesma detectada na Alemanha.

"O laboratório confirmou nesta quarta-feira que se trata da bactéria 0104:H4", declarou Morrison.

Morrison também assinalou que o paciente, cuja identidade não foi revelada, recebeu alta há vários dias e que está sendo acompanhado, mas que sua evolução foi o tempo todo satisfatória.

As autoridades canadenses confirmaram que antes de ter adoecido com sintomas de diarreia, o indivíduo tinha viajado à Alemanha e tinha consumido verduras no país europeu.




Fonte: Estadão

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologista

Posts relacionados:Epidemia na Europa - Pior da crise do E.coli já passou, diz Alemanha, Epidemia na Europa - E.coli é problema alemão, não europeu, diz comissário da UE para Saúde, Epidemia na Europa - Bactéria mortal, o alarme da OMS: “É uma alteração que nunca foi vista.” e Epidemia na Europa - Alemanha estabelece força-tarefa para buscar fonte da bactéria 'E. coli'

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

12 de junho – Dia dos Namorados

Neste ano o dia nacional dos pombinhos vai cair num domingo nada mais relaxante e agradável do que passar um tarde nessa data com o seu amor não é?
Além desse aconchego pesquisas apontam que as pessoas que amam são mais saudáveis, ficam menos gripadas e tem uma vida mais longa entre outros pontos positivos.

O amor e a saúde estão relacionados de uma maneira intrigante e surpreendente. As boas relações quando bem cultivadas, diga-se de passagem, não apenas aquelas no setor amoroso podem gerar grandes recompensas e uma dela é a melhora da qualidade de vida.
Uma das diferenciações que devemos fazer é: que nem sempre um novo amor pode causar uma felicidade plena. Pessoas que estão iniciando um relacionamento amoroso podem viver situações antagônicas como felicidade e agonia ao mesmo tempo, essa instabilidade pode ser estressante para muitas pessoas.

Enquanto relacionamentos mais calmos e estáveis como o casamento pode ser uma fonte de saúde e bem-estar. Devido à calmaria e segurança que esses relacionamentos trazem a vida se torna mais bela e não menos excitante como uma nova paixão.

O Help Saúde deseja a todos um Feliz Dia dos Namorados com muitas alegrias e aqueles que ainda não encontraram sua cara-metade se divirtam também com seus amigos, afinal qualquer relação bem cultivada e estável traz bastante alegria e paz no coração.


Fonte: Editoria Help Saúde

Temas relacionados no Help Saúde:Psicologia, Cardiologia

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

Epidemia na Europa - Pior da crise do E.coli já passou, diz Alemanha

Segundo ministro da Saúde, dados mostram queda no número de infecções pela bactéria que já matou 24.

O número de casos de infecção pela bactéria E.coli está caindo significativamente e pode indicar que o pior do surto já passou, segundo afirmou nesta quarta-feira o ministro da Saúde da Alemanha, Daniel Bahr.

Em uma entrevista à TV alemã ARD, Bahr se disse "cautelosamente otimista" de que a situação está melhorando, mas advertiu que deve haver mais mortes, já que novos casos continuam aparecendo a cada dia.

"Não posso dizer que acabou, mas após analisar os últimos dados, temos uma razão razoável para esperança", disse.

O surto iniciado há duas semanas no norte da Alemanha já infectou mais de 2.400 pessoas e provocou 24 mortes. Centenas de pessoas também desenvolveram complicações renais e neurológicas.

Críticas

O governo alemão foi duramente criticado pela forma como lidou com o caso. Inicialmente, as autoridades alemãs haviam responsabilizado pepinos importados da Espanha como a fonte da contaminação pela E.coli, mas testes não comprovaram a contaminação nos legumes.

No último fim de semana, uma fazenda produtora de brotos de feijão próxima de Hamburgo foi apontada como a origem da contaminação, mas até o momento os testes não indicaram a ligação.

O caso provocou grandes perdas aos produtores agrícolas europeus. A Rússia, principal mercado para os legumes e verduras da União Europeia, anunciou na semana passada a proibição da importação desses produtos.

Nesta terça-feira, a União Europeia propôs um fundo de 150 milhões de euros (R$ 347 milhões) para compensar os produtores pelas perdas.

Mas ministros da Agricultura dos países do bloco dizem que é necessário mais e pedem uma compensação total aos produtores pelas perdas, estimadas em até 417 milhões de euros (R$ 962 milhões) por semana.

Divulgação prematura

O comissário da União Europeia para Saúde, John Dalli, também advertiu contra a divulgação prematura de informações não comprovadas sobre a origem do surto.

"Isso espalha temores não justificados entre a população em toda a Europa e cria problemas para nossos produtores de alimentos", disse.

Mas a secretária da Saúde de Hamburgo, Cornelia Prüfer-Storcks, defendeu a decisão das autoridades locais de divulgar uma advertência sobre os pepinos espanhóis no início da crise.

"Tínhamos uma situação diferente aqui em Hamburgo quando publicamos nossa advertência sobre os pepinos espanhóis e os removemos das prateleiras", disse ela.

"Em dois testes de laboratório tivemos resultados positivos para a E.coli, que foram confirmados duas vezes pelo laboratório do governo e pelo laboratório da União Europeia, então isso não era um processo para consideração, era imperativo (a advertência)", afirmou.

Prüfer-Storcks disse ainda que os resultados dos testes com os brotos apontados como a origem da contaminação no último fim de semana foram inconclusivos até agora.

Mas ela confirmou a posição de Bahr, dizendo que as clínicas que vêm tratando dos pacientes infectados haviam informado que "a situação está melhorando gradualmente".

"Estamos vendo os primeiros pacientes terem alta, outros estão melhorando bastante, então os primeiros raios de esperança estão no horizonte", disse.

A entidade estatal alemã responsável por controle e prevenção de doenças, o Instituto Robert Koch, disse que o número de novos casos de infecção vem caindo, mas afirmou que ainda não sabe ao certo se a situação vai se manter.



Fonte: Globo.com

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologista

Posts relacionados: Epidemia na Europa - E.coli é problema alemão, não europeu, diz comissário da UE para Saúde, Epidemia na Europa - Bactéria mortal, o alarme da OMS: “É uma alteração que nunca foi vista.” e Epidemia na Europa - Alemanha estabelece força-tarefa para buscar fonte da bactéria 'E. coli'

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

terça-feira, 7 de junho de 2011

Epidemia na Europa - E.coli é problema alemão, não europeu, diz comissário da UE para Saúde

Comissário advertiu também a Alemanha para não espalhar medo com informações não comprovadas sobre o foco.

O comissário da União Europeia para a Saúde, John Dalli, afirmou nesta terça-feira que o surto de infecções pela bactéria E.coli está limitado geograficamente ao norte da Alemanha e não necessita de medidas de controle.

Dalli também advertiu a Alemanha sobre a divulgação de informações sobre o foco não confirmadas, dizendo que isso espalha o temor e tem um impacto negativo sobre os produtores agrícolas.

As declarações foram feitas durante uma sessão do Parlamento europeu, em Estrasburgo, na França, antes de uma reunião de emergência entre os ministros da Agricultura dos países do bloco na tarde desta terça-feira em Luxemburgo.

Mais de 2.200 pessoas em 12 países já apresentaram sintomas de infecções intestinais provocadas pela bactéria. Os casos registrados fora da Alemanha são de pessoas que moram ou viajaram ao país.

Das 22 mortes registradas, apenas uma ocorreu fora da Alemanha, na Suécia.

As autoridades alemãs inicialmente responsabilizaram pepinos importados da Espanha como foco da infecção, mas depois afirmaram que testes haviam descartado a possibilidade.

No último fim de semana, uma fazenda orgânica produtora de brotos de feijão para saladas perto de Hamburgo foi identificada como possível origem do foco, mas testes preliminares não comprovaram até agora a presença da bactéria no local.

'Foco limitado'

'Eu enfatizo que o foco está limitado geograficamente à área no entorno da cidade de Hamburgo, então não há razão para uma ação no nível europeu. Medidas (tomadas pela UE como um todo) contra qualquer produto são desproporcionais', disse Dalli.

Mas ele admitiu que a proibição ao comércio de alguns produtos é um problema para toda a União Europeia. A Rússia, principal comprador de legumes e verduras produzidos pelos países do bloco, anunciou na semana passada a suspensão de todas as importações.

'Estamos em contato constante com outros países, incluindo a Rússia. Estamos pedindo à Rússia que suspenda a proibição, que é desproporcional', afirmou Dalli.

Ao comentar o andamento da crise, ele disse que apontar inicialmente os pepinos espanhois como fonte da contaminação foi um erro.

'É crucial que as autoridades nacionais não corram para dar informações sobre a fonte da infecção quando elas não estiverem justificadas pela ciência', afirmou.

'Isso cria medo e problemas para nossos produtores de alimentos. Precisamos ter cautela para não tirar conclusões precipitadas', disse.


'Honra do pepino'

Após o discurso do comissário da Saúde, um deputado espanhol discursou no Parlamento segurando um pepino e afirmou: 'Precisamos restaurar a honra do pepino', disse.

A Espanha diz que vai exigir da Alemanha uma compensação por 100% das perdas verificadas pelos seus produtores após a acusação falsa contra os pepinos exportados pelo país.

A associação espanhola de exportadores de frutas e hortaliças estima as perdas em 225 milhões de euros (cerca de R$ 520 milhões) por semana.


Fonte: Globo.com

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologista

Posts relacionados: Epidemia na Europa - Bactéria mortal, o alarme da OMS: “É uma alteração que nunca foi vista.” e Epidemia na Europa - Alemanha estabelece força-tarefa para buscar fonte da bactéria 'E. coli'

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

segunda-feira, 6 de junho de 2011

6 de maio - Dia Mundial do Teste do Pezinho

No dia mundial do teste do pezinho o blog do Help Saúde vai esclarecer algumas dúvidas sobre o procedimento do exame e quais doenças são detectadas.

Para quem não sabe, o exame do pezinho simples é gratuito e obrigatório em todo o território brasileiro e a simples atitude de se realizar o exame faz com que doenças causadoras de seqüelas irreparáveis no desenvolvimento mental e físico da criança sejam detectadas e tratadas mesmo antes do aparecimento dos sintomas.

Existem diferentes tipos de exames do pezinho, através do Sistema Único de Saúde(SUS) que instituiu o Programa Nacional de Triagem Neonatal, onde cobre a identificação de até quatro doenças (fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme e fibrose cística).
A triagem básica é gratuita, na rede pública e em postos de saúde, mas ele não detecta todos os tipos de doenças, apenas as mais básicas. Em hospitais e maternidades particulares, ele geralmente é pago.

Hoje em dia existe uma nova versão do teste do pezinho, mais ampliada onde é possível identificar mais de 30 doenças antes que seus sintomas se manifestem. Mas essa versão é um recurso mais sofisticado e muito caro, por isso nem todas as mamães têm acesso a ele, que também não está disponível na rede pública de saúde.

Mesmo assim, a versão ampliada do teste do pezinho é subdividida. Geralmente, quanto maior o número de doenças detectadas, mais caro é o exame. Existem ainda exames complementares que também podem ser realizados com o sangue do papel filtro do teste do pezinho.

Eis aqui algumas das doenças que o exame do pezinho ajuda a diagnosticar:

Fenilcetonuria: Distúrbio genético no qual um dos aminoácidos presentes no leite pode prejudicar a saúde do bebê causando retardo mental grave.

Galactosemia: A galactose presente no leite, causa nas crianças com galactosemia, um quadro grave marcado por catarata, convulsões e diarréia.

Hipotireodismo:A falta do hormônio produzido na glândula tireóide causa deficiência mental e retardo de crescimento.

Fibrose Cística: Doença genética que causa problemas respiratórios e gastrointestinais crônicos

Anemia Falciforme: As hemoglobinopatias são doenças causadas por anormalidades na estrutura molecular ou na produção da hemoglobina “S”.Crianças com hemoglobina anormal são altamente suscetíveis à anemia e infecções.

O exame do pezinho é essencial para o desenvolvimento da saúde do seu bebê. Não esqueça que o exame convencional é obrigatório e gratuito. Exija sempre seus direitos e faça com que sejam cumpridos.

Links relacionados: Teste do pezinho - Um furinho pode salvar seu bebê

Fonte: Editoria Help Saúde

Temas relacionados no Help Saúde: Obstetrícia, Pediatria

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Teste do Pezinho - Um furinho pode salvar seu bebê

No dia 06 de junho se comemora uma data muito especial mundialmente: o dia do Teste do Pezinho. Nada mais é que um exame laboratorial, conhecido também como triagem neonatal, que pode diagnosticar doenças metabólicas, genéticas e infecciosas.

Esse exame é popularmente conhecido como “Teste do Pezinho”, nele é feito uma coleta de sangue através de um furinho no calcanhar no recém-nascido. Apenas com algumas gotinhas é possível detectar cerca de 30 diferentes tipos de doença.

O exame pode ser realizado a partir do momento que o bebê completa 48 horas de vida, antes desse período o teste pode sofrer influência do metabolismo da mãe, O ideal é que ele seja feito imediatamente depois desse período ou no mais tardar até o sétimo dia de vida.
O exame do pezinho é essencial para o desenvolvimento da saúde do seu bebê. Não esqueça que o exame convencional é obrigatório e gratuito. Exija sempre seus direitos e faça com que sejam cumpridos.

O Help saúde sempre apóia campanhas que visam o bem-estar da população.O teste do pezinho é mais um exemplo de como podemos preservar e até mesmo salvar a vida de uma nova vida.

Fonte: Editoria Help Saúde

Temas relacionados no Help Saúde: Obstetrícia, Pediatria

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

Epidemia na Europa - Alemanha estabelece força-tarefa para buscar fonte da bactéria 'E. coli'

Variação da bactéria já matou 18 pessoas, 17 delas no país. Cientistas querem saber onde os vegetais são contaminados.

A Alemanha estabeleceu nesta sexta-feira uma força-tarefa nacional, na corrida para conter a disseminação de uma bactéria mortal, para encontrar a fonte de uma cepa altamente tóxica da bactéria E. coli que matou 18 pessoas -- 17 na Alemanha e uma na Suécia -- e disparou um alarme mundial.

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, envolto numa disputa comercial com a União Europeia depois que Moscou proibiu as importação de frutas e vegetais frescos do bloco, agravou a crise dizendo que não irá "envenenar" os russos suspendendo o embargo.

Os alemães estão sendo orientados a não comer saladas cruas. As autoridades sanitárias disseram ter registrado 199 novos casos da cepa rara e altamente tóxica da infecção nos últimos dois dias. Desde o primeiro caso, detectado em 1º de maio, 1.733 pessoas já se infectaram com a bactéria.

Os cientistas lutam para localizar a contaminação, supostamente causada por má higiene em uma fazenda, no transporte, em uma loja ou distribuidor de alimentos.

Institutos de saúde por toda a Europa têm tentado tranquilizar o público sublinhando que a E. coli, causa frequente de envenenamento alimentar, geralmente pode ser evitada lavando os vegetais e as mãos antes de se comer, reduzindo os riscos de se transmitir a bactéria das fezes de uma pessoa infectada.

Mas a resistência da cepa a alguns antibióticos e a incapacidade de descobrir a fonte do surto, tornada mais difícil pela natureza das saladas que incluem uma variedade de produtos de diferentes produtores, despertou preocupações.
saiba mais

Primeiro surto
A Alemanha está no centro do surto, mas pessoas adoeceram em outros dez países europeus e nos Estados Unidos, provavelmente pela ingestão de alfaces, tomates, pepinos e outros vegetais frescos de saladas na Alemanha. A região em torno da cidade de Hamburgo, no norte do país, é a mais atingida.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que a cepa é rara e já foi vista em humanos antes, mas jamais num surto como o atual.

A bactéria E.coli em si é inofensiva, mas a cepa em questão tem a capacidade de se aderir às paredes intestinais, onde libera toxinas, às vezes causando fortes diarréias com sangue e problemas renais.

Foto: O bacteriologista Holger Rohde, da Clínica Universitária de Eppendorf, na Alemanha, mostra o código genético da bactéria E. coli (Foto: Marcus Brandt / AFP Photo)


Fonte: Globo.com

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologista

Posts relacionados: Epidemia na Europa - Bactéria mortal, o alarme da OMS: “É uma alteração que nunca foi vista.”

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Brasileiro desenvolve diagnóstico da catarata pelo celular

Há um ano o brasileiro Vítor Pamplona, então doutorando visitante do renomado Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA, ajudou a desenvolver o PerfectSight, um exame de vista pelo celular com um adaptador de dois dólares que poderia ser usado por qualquer pessoa. A ideia é transformar o celular em uma espécie de ‘termômetro’ para os olhos, auxiliando pacientes a determinar se precisam visitar o oftalmologista e usar óculos. Agora, Pamplona e uma equipe de doutorandos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Universidade Federal Fluminense (UFF) pretendem ampliar o PerfectSight para se tornar uma ferramenta móvel de diagnóstico completa para doenças do olho.

Para isso, a equipe multidisciplinar de sete pesquisadores da UFRGS, UFF e MIT, da qual Pamplona faz parte, terá que ampliar o escopo da ferramenta para cobrir outras doenças que acometem o globo ocular. O primeiro passo acaba de ser dado com o Catra, uma extensão do PerfectSight capaz de fazer o diagnóstico e o acompanhamento de uma doença que é a maior causa de cegueira no mundo: a catarata. De acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, no Brasil, 70% das pessoas com mais de 60 anos têm a doença.

Assim como o PerfectSight, o Catra é um aplicativo de celular que funciona em parceria com um adaptador de plástico acoplado ao aparelho, no qual o paciente coloca o olho. A vantagem do novo sistema é que a catarata pode ser diagnosticada em estágio bastante inicial, o que dificilmente acontece pelos meios convencionais. De acordo com o oftalmologista Miguel Ângelo Padilha, membro do conselho consultivo da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, a doença é comumente 'autodiagnosticada' quando já está atrapalhando a vida da pessoa. "Na maioria dos casos, o próprio paciente chega ao consultório queixando-se da perda de qualidade na visão", explica Padilha.

No consultório, os médicos utilizam um aparelho chamado Slit Lamp, ferramenta essencial para os oftalmologistas que faz um check-up do olho, para detectar a presença da catarata. O equipamento só pode ser usado por oftalmologistas e custa cerca de 1.500 dólares, muito mais que um celular e a peça de plástico necessária para o funcionamento do Catra, que pode ser usado por qualquer pessoa. "É um recurso que vai fazer as pessoas ficaram mais atentas aos problemas de vista", avalia Padilha. "Com posse dessa ferramenta, as pessoas poderão acompanhar a saúde do olho e procurar ajuda médica com mais rapidez."

Como funciona - De acordo com Pamplona, o Catra funciona em três estágios. No primeiro, o usuário olha através da peça ligada ao celular e observa um ponto verde na tela do aparelho. "Se o paciente perceber o pontinho piscar, borrar ou escurecer, ele tem catarata", explica Pamplona. "Apenas olhar através do dispositivo pode indicar a presença da doença." Na segunda etapa, o usuário pressiona a tecla do celular para marcar as vezes em que o ponto verde muda de forma, ou seja, piscar, perder o foco ou escurecer. A partir desses dados, o celular faz um mapa mostrando a posição e o tamanho da catarata.

A última etapa, se necessária, compara uma região sadia do olho com uma atingida pela catarata. O paciente pressiona mais uma vez as teclas do celular para ajustar o brilho dos pontos verdes que vê. "A ideia é que os pontos fiquem semelhantes em termos luminosos, e com isso, informando ao celular qual a densidade da catarata que está sendo medida", relata Pamplona. "Assim, o médico consegue ter uma informação mais detalhada de quão destrutiva é a anomalia para a visão do paciente", diz. O processo todo leva de dez a 15 minutos.

Próximo passo - Pamplona espera que o projeto possa estar no mercado em um ano. "Tudo depende do modelo de negócios e da regulamentação para dispositivos médicos desse gênero", explica. Como o exame não oferece nenhum risco à visão do usuário, o cientista espera que as regras sejam menos severas do que as aplicadas em dispositivos médicos tradicionais. "Além disso, ainda precisamos realizar muitos testes clínicos com os protótipos."

Além da catarata, o Catra poderá ser adaptado para fazer diagnóstico e acompanhamento de outras doenças de opacidade no olho humano, como leucoma corneano e opacidades de vítreo. Junto com o PerfectSight — que diagnostica anomalias na visão, como a miopia, hipermetropia e astigmatismo —o Catra cobre boa parte das doenças mais comuns da oftalmologia. "Um terceiro equipamento, que será nosso próximo objetivo, será utilizado para detectar e quantificar doenças mais graves, como a degeneração macular e o glaucoma", revela Pamplona.


Fonte: Veja

Temas relacionados no Help Saúde: Oftalmologia

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com

Epidemia na Europa - Bactéria mortal, o alarme da OMS: “É uma alteração que nunca foi vista.”

Especialistas chineses: “O tipo de colônia de bactérias alemã é altamente tóxica.

A sequencia genética preliminar mostra que o tipo de colônia de bactérias é uma forma mutante.

Bactéria letal, o alarme da OMS “é uma variante nunca vista”.

Milão: A OMS (Organização Mundial da Saúde) afirma que a variação do E.Coli encontrada nos pacientes contaminados na Alemanha “nunca foi vista antes em um foco de infecção”. Especialistas chineses afirmam que o grupo de bactérias “é novo e altamente tóxico”.

A especialista: “Este é um tipo único de colônia de bactérias que nunca foi isolada de pacientes e apresenta diversas características que a faz mais virótica e capaz de produzir mais toxinas”, explicou Hilde Kruse, especialista em segurança alimentar da OMS. As sequencias genéticas preliminares mostram que a colônia de bactérias é uma forma mutante de duas outras bactérias diferentes do E.coli, os quais genes letais explicam porque a epidemia se espalhou na Europa seja extensa e perigosa. Até agora são 17 mortes e 1.500 doentes, contemplando 470 que desenvolveram uma rara síndrome Hemolítico-Urêmica, uma complicação particular dos rins. “Pode-se pensar que a epidemia derivada da bactéria E.coli seja de origem animal” acrescentou Hilde Kruse. “Muitos animais – explicou Kruse – são hospedeiros de vários tipos de bactérias do E.coli e que produzem toxinas”. São diversos os cientistas que suspeitam que a bactéria está presente no esterco contaminado usado para fertilizar os vegetais os quais deram origem a epidemia. Em um primiero momento, o contágio atingiu sobretudo crianças e idosos, mas a epidemia que assola a Europa teve como alvo os adultos de forma desproporcional, em modo particular as mulheres.


Fonte: Corriere della Sera

Temas relacionados no Help Saúde: Infectologista

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com