quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Duas Novas Vacinas no Calendário Infantil

Seguindo os passos de países que erradicaram a poliomelite, o Ministério da Saúde divulgou que no segundo semestre de 2012 serão introduzidas 2 novas vacinas infantis no calendário de vacinação. Uma será contra a poliomelite e outra chamada de Pentavalente.

Poliomelite ou Poliomielite:

Doença infecto-contagiosa viral, mais conhecida como paralisia infantil. Transmitida através de contato direto via fecal-oral. Como não existe tratamento, a melhor saída é prevenir a doença através da vacinação.

Vacinas de Poliomelite:

-Vírus atenuados: utilização oral. A vacinação básica consiste na aplicação de três doses, a partir dos dois meses de idade, com intervalo de dois meses entre as doses (2, 4 e 6 meses). O reforço é realizado com 15 meses de idade após a vacinação básica. Devido aos riscos descritos de interferência na vacinação oral, principalmente em países tropicais e subtropicais, se sugere a realização de um reforço anual até os sete anos, o que é feito através das campanhas nacionais de imunização feitas pelo Ministério da Saúde. Evidenciou-se que em raríssimas circunstâncias a administração desta vacina se associou à ocorrência de paralisia em vacinados sadios ou em seus contatos.

-Vírus inativos: produção de anticorpos da classe IgG de maneira satisfatória, mas quase não dá origem a formação de IgA secretora, ao contrário da vacina oral. Nesse caso não há propagação do vírus vacinal na comunidade, não ocorrendo casos de pólio paralítica por reversão do vírus vacinal selvagem. Vacina Inativada Poliomielite (VIP) será aplicada a partir de agosto de 2012 pelo Ministério da Saúde, por ser mais segura.

A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), no entanto, recomenda que os países das Américas continuem utilizando a vacina oral, com vírus atenuado, até a erradicação mundial da poliomielite, o que garante uma proteção de grupo. Portanto o Brasil pretende utilizar um esquema seqüencial, com as duas vacinas, aproveitando as vantagens de cada uma visando a erradicação da poliomielite no país. A VIP será aplicada aos dois e aos quatro meses de idade e a vacina oral será utilizada nos reforços, aos seis e aos 15 meses de idade.

O que é vacina pentavalente?

É a vacina que em uma dose oferece proteção contra cinco tipos de doenças, são elas: Difteria, Tétano, Coqueluche, Haemophilus Influenza tipo B e Hepatite B. Voltada ao público infantil.

Por que a vacina pentavalente?


Diminui o número de picada nas crianças e o número de idas ao posto de saúde. Pois atualmente a imunização para essas doenças é realizada em duas vacinas separadas.

Com o novo esquema, além da pentavalente, a criança manterá os dois reforços com a vacina DTP (difteria, tétano, coqueluche). O primeiro a partir dos 12 meses e, o segundo reforço, entre 4 e 6 anos. Além disso, os recém-nascidos continuam a receber a primeira dose da vacina hepatite B nas primeiras 12 horas de vida para prevenir a transmissão vertical.

Pra frente Brasil, vamos lutar pela saúde do futuro da nação.

Fonte: Editoria HelpSaúde.

Foto: Portal Saúde do SUS
Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário