quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Novo Limpador Bucal Pode Eliminar Cáries “Dentro de Nossas Vidas"

Uma simples espécie de bactéria é responsável pelas cáries. Mas até agora, limpadores bucais têm trabalhado esterilizando sua boca como um inteiro. Mas por que matar todas as bactérias se você pode matar apenas as que são prejudiciais? Isso é exatamente o que a Colgate tem feito e o resultado pode significar o fim das cáries – para sempre.

A espécie de bactérias Streptococcus mutans constitui apenas 0.1 % da biomassa que reside em sua boca (curiosidade: 100 trilhões de bactérias vivem lá) mas é o caso principal de danos. Os outros 99.9% são constituídos de bactérias inofensivas e até mesmo benéficas à nossa saúde. Para poupar essas bactérias inofensivas da morte na hora da lavagem, um grupo de pesquisas do Centro de Tecnologia Colgate junto com a UCLA Escola de Odontologia desenvolveu um limpador bucal que mata apenas S. mutans e o faz de forma eficaz.

O estudo, foi publicado em novembro no questionário da revista Carries Research, envolvendo 12 voluntários que bochecharam com uma solução contendo um “específico alvo peptídeo  anti-microbiano”. Após um simples enxágüe os S. mutans foram completamente exterminados e os pacientes permaneceram livres dessa bactéria pela duração dos quatro dias de estudo. O restante das bactérias foi deixado intacto.

Obviamente, um teste de mais de 12 pessoas será necessário para obter a aprovação do FDA. É por isso que mais estudos já estão agendados para o início de Março. Se ganhar essa aprovação do FDA, esse limpador bucal pode ser maior que o fluor – você não precisará mais escovar os dentes.

“Com essa nova tecnologia antimicrobiana temos a expectativa de eliminar problemas dentários em nossas vidas” Dr Wenyuan Shi, presidente da seção oral biológica da UCLA, disse por escrito.

Fonte: Gizmodo

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.


Um comentário:

  1. Este limpador não é muito interessante para Dentistas pois a demanda de pacientes seria reduzido, indústrias que ganham milhões com a venda de insumos para restaurações e tratamentos dentário também não ficarão felizes.

    Espero que este produto seja aprovado e logo esteja nas prateleiras dos supermercados...

    ResponderExcluir