quarta-feira, 18 de abril de 2012

Atividades físicas para crianças: saindo da tendência mundial

Embora pareça banal ou "brincadeira", não é nada fácil elaborar um programa de atividade física para crianças. O leitor pode até achar estranho porque a molecada vive em movimento, entretanto estamos vivenciando uma nova época: a era digital, do sedentarismo.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia existem cerca de 6,7 milhões de crianças e adolescentes obesos no Brasil. Essas crianças estão em sua grande maioria concentradas nas regiões sul e sudeste. A tendência é aumentar a população de crianças e adolescentes obesos.

As crianças e adolescentes não encontram MOTIVAÇÃO para a prática de atividades físicas, portanto, os pais e os pediatras devem ficar atentos em relação à SAÚDE dos seus filhos, fomentando formas de MOTIVÁ-LOS à prática de atividade física e fugir da tendência crescente de obesidade.

INTERNET, VIDEOGAME? CLARO QUE PODE!

Obviamente os pais devem deixar que as crianças vivenciem a tecnologia, pois esta faz parte da geração e é importante para o desenvolvimento intelectual e para o futuro de seus filhos. Não estamos falando em excluí-los digitalmente, estamos falando em SAÚDE.
Além de MOTIVAR às práticas de atividades físicas é necessário dosar a frequência das atividades tecnológicas, ou seja, ajudá-los a entender que a MODERAÇÃO é essencial em todos os aspectos da vida.

Para isso, a melhor receita é a EDUCAÇÃO e EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE também faz parte do contexto de EDUCAR seus filhos.

A Educação Física praticada nas escolas cada vez mais procura estimular, MOTIVAR o aluno a compreender a importância da educação para a saúde.

O índice de massa corporal (IMC) , é um número calculado a partir do peso e altura do indivíduo. Nas crianças e adolescentes, o IMC é calculado de forma diferente dos adultos. É preciso levar em consideração a idade e o sexo para chegar a um percentil que é comparado estatisticamente com crianças da mesma faixa hetária . A categoria de peso encontrada no IMC indica a faixa percentil que a criança se enquadra : Abaixo do peso, peso saudável, sob risco de sobrepeso, sobrepeso.

O ideal é consultar um PEDIATRA para avaliar a criança ou adolescente, pois ele é o profissional capacitado para interpretar o Índice de Massa Corporal da criança e verificar corretamente se a criança está saudável, levando em consideração fatores genéticos, raça, o meio ambiente. Talvez seja necessária a realização de exames, que normalmente incluem medição de dobras cutâneas, avaliação da dieta cotidiana, histórico familiar e avaliação sobre a atividade física praticada.

A atividade física também pode ajudar crianças e adolescentes na categoria abaixo do peso.


ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE

Pesquisadores se posicionam sobre a relação entre atividade física e saúde das seguintes formas:
- a atividade física promove a saúde; e
- a atividade física é uma medida preventiva dos problemas de saúde que possam ocorrer devido à sua ausência.

Teorias sobre a atividade física que se relacionam para crianças e adolescentes já foram comprovadas:
- algumas crianças já apresentam predisposição genética para a prática de esportes e são as que possuem boa saúde, vigor físico e mental;
- atividade física representa um estímulo para a ausência de doenças na infância, adolescência e na vida adulta.

Benefícios para a saúde de uma atividade física regular (considerando 3 a prática 3 vezes por semana):
-desenvolve as habilidades psicomotoras das crianças;
- aumenta a força do tônus muscular;
- aumenta a flexibilidade, fortalecendo os ossos e as articulações;
- reduz o peso e a gordura corporal;
- previne a diabetes;
- diminui o colesterol e aumenta o colesterol “bom”, o HDL colesterol;
- previne doenças,
- melhora o fluxo de sangue para o cérebro
- aumenta e estimula o convívio social;
- aumenta a estima;
- reduz a ansiedade; e
- melhora o fluxo de sangue para o cérebro, entre outros.

MOTIVE A CRIANÇA

É importante que os pais participem e incentivem as primeiras atividades físicas da criança que são geralmente na escola. Assim é possível descobrir a preferência pessoal da criança e suas aptidões.

Se a criança sente prazer em realizar uma certa atividade física, motive-a!  Pequenas ações, geram grandes resultados!

1 - Jamais tente impor a sua vontade.
Exemplo: “Eu quero que meu filho seja jogador de futebol como eu era quando criança” ou” a minha filha vai praticar ballet porque eu sempre quis ser bailarina e não pude”.
Assim você está desestimulando a criança e pode causar o desinteresse em praticar esportes ou até mesmo levá-la ao total desinteresse.
2 - Caso a criança não se saia bem em alguma atividade proposta pela escola, ela pode desenvolver ansiedade e depressão. Converse com o professor ou orientador a respeito.
3 – Atividades ao ar livre como caminhada nos finais de semana, passeios de bicicleta , nadar etc desde a mais tenra infância, familiariza a criança ao prazer pelas práticas de atividades físicas no futuro.
4 – Com liberdade para seguir sua aptidão esportiva, a criança deve seguir as orientações do instrutor e utilizar os equipamentos determinados para esta ou aquela atividade, a fim de evitar machucados, lesões e afins.

ORIENTE-SE COM O PEDIATRA

Nenhuma criança deve praticar um esporte sem antes realizar uma avaliação com um PEDIATRA. Este especialista deve examinar a criança a fim de verificar se existe alguma doença pré-existente que a impeça de praticar determinado esporte.

Comece agora! A próxima Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos serão no Brasil. A garotada se identifica com atletas, estimule-as. Entretanto, explique o que é espírito olímpico.
Escolhido o esporte que realmente seja prazeroso para a criança, nunca deixe de incentivá-la. A SAÚDE NO FUTURO AGRADECERÁ IMENSAMENTE!

HOMENAGEM

O Help Saúde aproveita a oportunidade para lembrar a memória do ATLETA, jornalista, escritor, ilustrador, dramaturgo e tradutor, Millôr Fernandes, falecido em 28 de março. Ele viveu 88 anos e foi um dos inventores de um esporte genuinamente carioca: O frescobol.

Disse Millôr: "O Frescobol é o único esporte com espírito esportivo, sem disputa formal, vencidos ou vencedores" 

O espírito esportivo pode mover a atividade física e a saúde da criança em qualquer modalidade. Repasse esse valor.




Fonte: Editoria HelpSaúde.

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário