domingo, 8 de abril de 2012

Dia Mundial da Luta Contra o Câncer

ORIGEM DA DATA

O Dia Mundial de Combate ao Câncer ou Dia Mundial da Luta Contra o Câncer é uma oportunidade para relembrar a importância da prevenção da doença por meio da realização de exames regulares. O câncer é uma das doenças que mais mata pessoas no mundo, portanto, temos pouco a comemorar nesta data, além do sucesso de salvar cada vez mais vidas de pessoas que tiveram câncer.

Trata-se especialmente de um dia para conscientizar a todos da importância da prevenção e do diagnóstico precoce.

Esta data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para que organizações ao redor do planeta se reúnam para ajudar na prevenção e auxiliar os enfermos que lutam contra o câncer.

Há a necessidade de chamarmos a atenção da população para o tratamento e, principalmente, para a prevenção da doença, pois mais de 12, 7 milhões de pessoas são diagnosticadas anualmente com câncer e 7,6 milhões de pessoas morrem vítimas da doença, segundo dados oficiais.

O QUE É O CÂNCER?

Quando as células do nosso corpo se multiplicam, elas seguem uma “receita” genética sempre idêntica para cada tipo de tecido do corpo. Eventualmente, por motivos variados ou apenas por acaso, essa “receita” se perde e começam a se multiplicar células ineficazes para aquele tecido. Elas se multiplicam rapidamente e causam prejuízos à função do órgão aonde surgirem. Também pode ocorrer de essas células defeituosas caírem na corrente sanguínea e irem se multiplicar em vários outros locais do corpo, além de onde se originaram.

Assim, o câncer representa um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem os tecidos e órgãos e podem se espalhar para outras regiões do corpo.

Nem sempre esse crescimento anormal é tão agressivo e perigoso. Algumas vezes as células se multiplicam em excesso, mas não estão deformadas e não agridem o corpo ou o órgão aonde crescem. Por isso esses grupos de células são chamados geralmente tumores e se dividem em benignos (quando as células são normais) e malignos (quando as células são perigosas e agressivas ao corpo).

AS CÉLULAS DEFINEM O TIPO
A partir do tipo de célula, o tipo de câncer será nomeado.
Assim:

Existem vários tipos de câncer de pele porque a pele é formada por mais de um tipo de célula (tecidos epiteliais como a pele e as mucosas). Este tipo de câncer é denominado CARCINOMA.

Se o câncer tem início em tecidos chamados conjuntivos (ossos, músculos, cartilagens), é denominado SARCOMA.

A LEUCEMIA tem origem nos glóbulos brancos (leucócitos), geralmente, de origem desconhecida. Tem como principal característica o acúmulo de células jovens anormais na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais. A medula é o local de formação das células sanguíneas e ocupa a cavidade dos ossos, sendo popularmente conhecida por tutano. Nela são encontradas as células que dão origem aos glóbulos brancos, aos glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos) e às plaquetas.

O LINFOMA é resultado de uma mutação em uma célula do sistema linfático, ligado à defesa do organismo. Essa célula passa a se multiplicar de maneira descontrolada, formando tumores. Isso pode acontecer nos diferentes tipos de células encontradas no sistema linfático.

Além disso:

Metástase (do grego "metástatis" significa = mudanças de lugar, transferência) é a formação de uma nova lesão tumoral a partir da primeira, mas sem continuidade entre as duas, o câncer pode ter o tumor primário em um órgão e se disseminar para um órgão adjacente ou até mesmo para um órgão distante, se desprendendo do tumor primário e criando um novo tumor. Para isso, as células malignas superam os sistemas de controle do organismo e metástases só ocorrem em tumores malignos, são totalmente invasivas e sua agressividade é um indício que o tumor é incurável.

QUAIS OS TIPOS DE CÂNCER MAIS COMUNS NO BRASIL?

O câncer de pele é o tipo que possui maior incidência no país, seguido de pulmão, mama, estômago, colo uterino e próstata.

O tratamento de câncer pode ser feito através de cirurgia, da radioterapia, da quimioterapia e do transplante de medula óssea, em muitos casos essas modalidades devem ser combinadas.

LEMBRE-SE: O CÂNCER DIAGNOSTICADO PRECOCEMENTE TEM CURA.

Especialidades relacionadas com o tema podem ser encontradas no site do HelpSaúde: Clínico geral, Cancerologista, Ginecologista e Obstetra.


Fonte: Editoria HelpSaúde.

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário