sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Inovações para a Medicina Caseira

A medicina caseira era o reino da intuição e dos remédios naturais. Apesar de avanços significativos em aprendizado e tecnologia, as pessoas hoje estão desconectadas de seus corpos e dependem muito de profissionais médicos para cuidarem da saúde. 

Recentemente, três produtos da área de saúde foram lançados pela Scanadu, e eles ajudam as pessoas a ouvirem seus próprios corpos melhor. 

Tida como “a maior inovação da medicina caseira desde a invenção do termômetro,” essas ferramentas diagnósticas usam tecnologias móveis, de sensor e sociais para criar uma imagem em tempo real de sua saúde. 

O Scout é um sensor que ao ser encostado em sua têmpora, em menos de dez segundos, ele coleta dados sobre o pulso, batimentos cardíacos, atividade elétrica do coração, temperatura, variabilidade da frequência cardíaca e oxigenação sanguínea. Lançará nos Estados Unidos no final de 2013 e custará $150. 

A segunda ferramenta, Project ScanaFlo, analisa a urina e testa para complicações na gravidez, pré-eclâmpsia, diabetes gestacional, falência dos rins e infecções urinárias. O cartucho descartável será vendido em farmácias. 

Por último, há o Project ScanaFlu. Esse disco testa salivo através de um cartucho descartável que detecta Streptococcus A, Influenza A, B, Adenovírus e RSV. Descobrir doenças respiratórias e gripes logo no início geralmente levam a uma recuperação rápida. 

Todos os dados coletados através destes dispositivos são sincronizados com o aplicativo celular, que oferece um mural pessoal para monitorar sinais vitais e identificar padrões. Levando o “smartfone para a faculdade de medicina,” celulares tornam-se uma ferramenta poderosa para manter as pessoas afinadas com seus corpos. “As pessoas podem acessar informações sobre saúde e se conectarem umas com as outras, mas a peça que está faltando é que elas não conseguem obter informações sobre seus próprios corpos,” diz o fundador da Scanadu. “Colocando diagnósticos precisos ao alcance das mãos das pessoas, os leva a detectar uma condição precocemente.” 

Não sabemos quando essas inovações chegarão ao Brasil mas, quando chegarem, certamente mudarão a forma como as pessoas se cuidam e suas relações com seus médicos. 

Fonte: http://www.scanadu.com/

Um comentário:

  1. Ótima post, aproveito e pesso para visetarem o site que estou trabalhando nele, ainda não está 100%, porém tem muita matéria legal com receitas caseiras fáceis de fazer.
    www.medicinacaseira.com

    ResponderExcluir