Pular para o conteúdo principal

Vinagre pode salvar vidas

Vinagre
Ao contrário do que podem pensar, esse não será mais um post com dicas de alimentação, mas sim sobre prevenção de câncer de colo de útero. Em alguns lugares do mundo, pacientes com câncer são tratados com medicamentos caros, e em outros lugares, países pobres e em desenvolvimento, muitas pessoas sequer sabem que têm câncer, pois não têm como fazer exames preventivos regulares.


Um estudo na Índia está investigando uma solução de baixo custo para lugares onde o exame preventivo, ou papanicolau, não é uma realidade. Por incrível que pareça, esfregar vinagre no colo do útero da paciente tem se mostrado uma solução simples e eficaz.

Cada ano, 500,000 casos de câncer são descobertos em todo o mundo e 250,000 terminam em fatalidade. Na Índia, por exemplo, não há programas preventivos de câncer de colo de útero, principalmente porque o papanicolau não é viável. Para fazer o exame preventivo, o ginecologista coleta células do colo do útero e as coloca num corante especial. Esse material é analisado e células anormais são procuradas. Na Índia, esses recursos não são encontrados facilmente e, por causa disso, 30% das mortes causadas por câncer de colo de útero ocorrem neste país. No Brasil, também não há iniciativas públicas para a prevenção deste tipo de câncer. Portanto, o pesquisador e médico Surendra Shastri, começou a elaborar um método visual simples para fazer a prevenção, um que não dependesse de um laboratório. Ele pegou emprestado um método usado no exame de colposcopia, onde se passa uma solução de 4% de vinagre no colo do útero da paciente e este é inspecionado visualmente.

Dentro de um minuto, a olho nu e com apenas o uso de uma luz, o médico consegue ver se há células anormais no colo do útero da paciente, pois estas tornam-se brancas. Isso ocorre, pois o ácido do vinagre faz com que a proteínas no núcleo das células anormais coagulem, e com isso, tornem-se facilmente visíveis e identificáveis.

O Dr Guilherme de Jesus, ginecologista do Rio de Janeiro, RJ, diz: "O vinagre, que também é um ácido, teria o mesmo efeito que o ácido acético a 5% que utilizamos no consultório, pois as células que apresentam anormalidades se tornam brancas. Com isso fica mais fácil identificar o local suspeito de lesão para o câncer de colo de útero e avaliar a possibilidade de biópsia da lesão, de acordo com características específicas. Este estudo é interessante para uso populacional em locais com baixo recurso, tanto que o exame seria realizado inicialmente por agentes de saúde e não necessariamente por médicos. Isto facilitaria o encaminhamento da paciente para um local especializado."

A opinião da Dra Renata Bonaccorso Lamego, ginecologista de São Paulo, SP é a seguinte: "o vinagre é composto por ácido acético, mesmo reagente utilizado no exame de colposcopia. Dessa forma, o uso dessa substância já é bastante consagrado para a detecção de lesões em colo uterino. Tal método portanto, poderia servir de triagem em países com extrema carência de materiais médicos específicos. No Brasil, a citologia oncótica (Papanicolaou) é o método preferencial de triagem para detecção de câncer de colo uterino, já que possui boa sensibilidade e é uma alternativa de baixo custo."

Com o uso deste simples teste, os pesquisadores observaram uma diminuição de 31% nas mortes causadas por câncer. O Dr Shastri acredita que o uso do vinagre pode prevenir 22,000 mortes, apenas na Índia. Imaginem se esse método passar a ser implementado em outros países pobres ou em desenvolvimento? Quantas mortes poderiam ser evitadas?

Visite um ginecologista e faça o preventivo!


Outros pareceres:

"Se existe um médico para inspecionar o colo uterino após a aplicação do vinagre, é mais do que factível a coleta do papanicolau. Este procedimento poderia ser feito por enfermeiras treinadas, sendo as laminas do papanicolau fixadas e enviadas a centros de referência para diagnose. No Brasil, a coleta do material é feita em todos os postos de saúde, sendo a colposcopia, incluindo o uso do ácido acético, realizada em quem tiver o papanicolau alterado."
Dr Elver Colombo - Ginecologista - São Paulo, SP



Fonte: CNN Health


DISCLAIMER: Todo e qualquer conteúdo apresentado nas páginas do Blog do HelpSaúde tem caráter estritamente informativo e educacional, e de nenhuma maneira substitui as informações ou apreciações de especialistas das respectivas áreas de interesse aqui apresentadas. O conteúdo de posts escritos por prestadores de saúde cadastrados no HelpSaúde são de responsabilidade do autor, logo a HelpSaude Brazil SA, proprietária do Blog (blog.helpsaude.com) e do Site (www.helpsaude.com) se exime de qualquer encargo ou obrigação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mitos e verdades sobre a friagem e o golpe de ar

Leva o casaco! O inverno está chegando, e com ele alergias, gripes e outras doenças respiratórias. Essa estação do ano também trás a famigerada friagem, e as mães e avós ficam em polvorosa recomendando casaquinhos e agasalhos. Mas será que o tal golpe de ar, que ocorre quando saímos de um banho quente, quando abrimos a geladeira, quando bate um vento, e em vários outros momentos, realmente faz mal para saúde? É inegável que muitas pessoas associam friagem e golpes de ar à maior incidência de gripes. Afinal, no inverno, gripes e resfriados são sim mais comuns.  Diversos estudos já foram feitos, desde 1950, para avaliar essa correlação e nenhum desses jamais comprovou essa teoria. Eles indicam que a friagem e golpes de ar não têm influência sobre o desenvolvimento de tais doenças, que isso é uma crendice. Na verdade, gripes, resfriados e infecções respiratórias são doenças infecciosas, provocadas por micróbios que se alojam no aparelho respiratório e causam tosses, espirros, cor

Estados Unidos questionam o pânico da H1N1

Com toda a movimentação da mídia, dos governos, previsões catastróficas e vacinas compradas às pressas, os americanos e outras nações começam a questionar se todo o movimento mundial em volta da Gripe H1N1 não traria mais malefícios para a sociedade do que a própria epidemia. Notícias como "A Gripe Suína já matou 600 pessoas nos EUA e já corresponde a 97% das novas infecções" assustam qualquer um, mas tomam nova perspectiva quando vemos que 36.000 pessoas morrem anualmente para a "gripe comum" (gripe sazonal). Medidas bem intencionadas podem ser exageradas às vezes, como um excesso de escolas fechadas, e tendem a espalhar o pânico na sociedade, alimentando um medo que não corresponde à gravidade da situação. Não que devamos abstrair dos cuidados, mas é melhor para todos quando damos o devido peso às situações. Os estadunidenses já passaram por várias situações de pânico da população que no final não se converteram em tragédias, como o medo do antraz, do bug do

Os Perigos escondidos nos Alimentos: Peixe-espada

Sabiam que pode ser perigoso consumir certos peixes? Médicos alertam sobre os danos que podem ser causados por metais pesados, presentes em grandes quantidades em alguns peixes.  O alerta serve especialmente para mulheres que estão grávidas ou planejando ficar. O Dr. Philip Landrigan, pediatra da escola de medicina de Mount Sinai, diz que nesse período, evitar peixes com muito mercúrio é uma prioridade. O peixe-espada contém níveis elevados de mercúrio, um metal que pode danificar fetos em desenvolvimento e até causar ataques cardíacos em adultos. No entanto, sabemos da importância de se comer peixes regularmente, para se obter a dose diária de omega-3, um ácido graxo que diminui a quantidade de colesterol ruim no sangue (LDL) e aumenta a do colesterol bom (HDL).  A solução? Comam peixes que não contêm grandes quantidades dessas substâncias nocivas, como o salmão, atum e truta e façam rotineiramente um check-up preventivo . Equipe HelpSaúde Fonte: Rodale DISCLAIMER: