terça-feira, 27 de julho de 2010

Carinho Marterno Ajuda Bebês a se Tornarem Adultos Menos Estressados

Estudo descobre relação entre atenção materna e personalidade da criança muitos anos depois.

Pesquisa feita por pesquisadores de uma universidade americana indica que quanto mais a mãe demonstra carinho e afeto a seu filho quando pequeno, menos ansiedade, hostilidade e problemas emocionais a criança terá, evitando que esses sentimentos reflitam em sua personalidade adulta.

Os resultados da pesquisa feita entre 482 crianças de oito meses até adultos de 34 anos, demonstram que o carinho materno em uma idade muito jovem, tem um papel fundamental quanto à saúde mental e emocional deste quando adulto. Esse afeto contribui para a formação de um emocional estável e seguro.

Entre as mães analisadas, 10% dão a seus filhos o considerado baixo nível de afeto, enquanto 85% dão a quantidade considerada normal de carinho, e apenas 6% demonstrou dar a atenção e o carinho considerado alto pelos pesquisadores.

Analisando o afeto maternal durante a infância com o estado emocional dos adultos, o pesquisador Maselko, de uma Universidade na Carolina do norte, junto a outros pesquisadores, relatou que as crianças que tinham sido expostas a mais afeição tinham os mais baixos níveis de ansiedade, hostilidade e estresse quando adultos.

Os pesquisadores, por fim, concluíram que os resultados comprovam que quando mais carinho e atenção são dados aos filhos quando pequenos maiores serão os benefícios para os mesmos anos depois. A atenção e o carinho materno têm longos efeitos positivos para a saúde mental na idade adulta. O afeto materno pode permitir e promover o desenvolvimento pessoal, além de aprimorar laços emocionais, que ajudam a criança a desenvolver relações sociais - considerada a chave para lidar com o estresse, a ansiedade geral e, também, para a obtenção uma boa qualidade de vida.

Se você tem filhos, não deixe de levá-los ao Pediatra. No Help Saúde você encontra um profissional perto de você.

Fonte: HealthDay.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário