Pular para o conteúdo principal

Dia Nacional da Mamografia - 5 de Fevereiro

O Dia Nacional da Mamografia foi criado em 2004 pela Senadora Lúcia Vânia, a pedido do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR) – entidade legítima representante do médico radiologista brasileiro – com o objetivo de incentivar o desenvolvimento da mamografia no Brasil. Esta data foi escolhida em homenagem à Santa Ágata, protetora das doenças mamárias e padroeira dos mastologistas.

Comemorado em 5 de fevereiro, o Dia Nacional da Mamografia é uma oportunidade para refletir, discutir e agir para melhorar a abrangência e qualidade na realização desse exame, que é o mais eficaz para diagnosticar o câncer de mama.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) indicam que o câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo, e o mais comum entre as mulheres, e apresenta uma taxa de 22% de casos novos a cada ano. Entretanto, quando a doença é diagnosticada precocemente, as chances de sucesso no tratamento são grandes.

No Brasil, ainda é alto o índice de mortalidade por câncer de mama. Pesquisas do INCA, em 2008, registraram quase 12 mil óbitos. Em 2010, o instituto calcula o aparecimento de mais de 49 mil novos casos.

O CÂNCER DIAGNOSTICADO PELA MAMOGRAFIA TEM ALTO ÍNDICE DE CURA

Mamografia é o método diagnóstico do câncer de mama que utiliza raios-X, sendo atualmente o mais eficaz para a detecção precoce do câncer.

A mamografia periódica diminui a mortalidade por câncer de mama, pois permite o diagnóstico de lesões muito pequenas e, com isto, o seu tratamento é relizado logo numa fase inicial.

A partir dos 40 anos cresce o risco de incidência da doença nas mulheres sem histórico familiar de câncer de mama, por isso, médicos recomendam desta idade em diante seja feita a mamografia anualmente e é indicado às mulheres com histórico familiar, iniciar mais precocemente o exame anual: A partir dos 35 anos.

O QUE É A MAMOGRAFIA?

A mamografia é uma radiografia realizada com aparelhos específicos para avaliação das mamas. Este exame pode diagnosticar o câncer de mama até 2 anos antes de ser palpável, seundo o FDA (órgão americano de vigilância sanitária - The United States Food and Drug Administration).

Ela é realizada através de um aparelho de Raio-X denominado mamógrafo.

COMO SE REALIZA O EXAME?

  • É necessário retirar a roupa da cintura para cima. Não é indicado vestir saia ou vestido.
  • Não use talco, desodorante, perfume no dia do exame, pois podem alterar o resultado com resíduos.
  • A mama é comprimida no aparelho para que fique numa espessura mais uniforme.
  • Normalmente, o médico faz 2 ou mais radiografias em cada mama.
  • Para a identificação mais precisa de tumores invasivos, posicione-se corretamente durante o exame.
  • A mama é posicionada horizontal e verticalmente no aparelho.
  • O Raio-X pode detectar alteração nas mamas como nódulos, cistos e microcalcificações.

A MAMOGRAFIA DIGITAL se assemelha à mamografia convencional por usar raio-x na produção das imagens. Entretanto, o sistema é equipado com detector digital e um computador, ao invés de fita cassete, que converte as imagens em fotos digitais que podem ser revisadas no monitor do computador.

A mamografia CONVENCIONAL pode levar de 30 minutos à uma hora para um diagnóstico e às vezes é necessário refazê-la (o que expõe a nova carga de radiação).

Na MAMOGRAFIA DIGITAL, o paciente fica de pé, na mesma posição que a convencional, porém um dispositivo eletrônico grava as imagens geradas pelo raio-X apenas 15 segundos após a exposição, recebendo assim, menor dose de raios-X e maior qualidade no diagnóstico.

GUARDE AS MAMOGRAFIAS dos últimos 4 anos para que possam ser comparadas.

LEMBRETE: HOMENS TAMBÉM PODEM SER ACOMETIDOS PELO CÂNCER DE MAMA

Apesar da incidência da doença ser considerada baixa (1% dos cânceres malignos) em homens, sua incidência vem aumentando a cada ano. Geralmente, este tipo de câncer atinge os homens de idade mais avançada, sendo mais frequente na faixa etária de 50 e 60 ano. Representa apenas 0.6% de todos os outros tipos de câncer que atingem o sexo masculino. Homens: em caso de suspeita, faça uma mamografia!

Encontre em dois cliques um mastologista perto de você e marque uma consulta.

Fonte: Editoria HelpSaúde.

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Foto: Philips

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A riqueza do conhecimento compartilhado na prática médica moderna

Vamos discorrer sobre termos essenciais para a Gestão do Conhecimento (GC). Derivando definições da área de Informática, podemos afirmar que dado é sequência de símbolos quantificados ou quantificáveis. Portanto, um texto é um dado. De fato, as letras são símbolos quantificados, já que o alfabeto por si só constitui uma base numérica. De forma semelhante, sons e imagens também são dados. A partir do momento em que os dados podem ser organizados de forma lógica e inteligível, podemos chamá-los de informação. Quando a informação pode ser aplicada a qualquer situação em que seja necessária uma tomada de decisão, nós temos o conhecimento. Em outras palavras, conhecimento é a informação útil ou aquela que carrega um propósito. O conhecimento médico sempre foi uma combinação entre arte e ciência, sendo tradicionalmente relegado a pesquisadores a busca pelos avanços e, aos médicos praticantes, a arte de aplicar o conhecimento e se relacionar com o paciente. Entretanto, em nosso tempo,

Mitos e verdades sobre a friagem e o golpe de ar

Leva o casaco! O inverno está chegando, e com ele alergias, gripes e outras doenças respiratórias. Essa estação do ano também trás a famigerada friagem, e as mães e avós ficam em polvorosa recomendando casaquinhos e agasalhos. Mas será que o tal golpe de ar, que ocorre quando saímos de um banho quente, quando abrimos a geladeira, quando bate um vento, e em vários outros momentos, realmente faz mal para saúde? É inegável que muitas pessoas associam friagem e golpes de ar à maior incidência de gripes. Afinal, no inverno, gripes e resfriados são sim mais comuns.  Diversos estudos já foram feitos, desde 1950, para avaliar essa correlação e nenhum desses jamais comprovou essa teoria. Eles indicam que a friagem e golpes de ar não têm influência sobre o desenvolvimento de tais doenças, que isso é uma crendice. Na verdade, gripes, resfriados e infecções respiratórias são doenças infecciosas, provocadas por micróbios que se alojam no aparelho respiratório e causam tosses, espirros, cor

Malformações Vasculares do Cérebro

1. Introdução As malformações vasculares cerebrais são anomalias na formação dos vasos sanguíneos do cérebro e que podem levar a acidentes vasculares ou epilepsia.  2. Classificação em tipos Os diversos tipos de malformações vasculares cerebrais apresentam diferentes quadros clinicos, ou seja, sintomas e sinais de sua existência, assim como características típicas em exames de imagens, como ressonância magnética cerebral. Devem, portanto, ser analisadas separadamente. A classificação mais usada na literature médica divide as malformações vasculares cerebrais em quatro tipos: • Malformações artério-venosas ou mais conhecidas como MAV. • As malformações cavernosas cerebrais ou cavernomas (ou, também chamados angiomas cavernosos). • As malformações venosas (ou angiomas venosos). • As telangiectasias. 2.1. Malformações artériovenosas cerebrais (MAVs) Embora não seja o tipo mais comum de malformação vascular do cérebro, pode manifestar-se em pacientes jovens, sendo causa