segunda-feira, 28 de maio de 2012

Dia Nacional de Luta pela Redução da Mortalidade Materna


Infelizmente ainda é grande o número de mulheres que morrem por problemas ocorridos na gravidez, no parto, ou no pós-parto. A Organização Mundial de Saúde (OMS) esclarece que a morte materna é decorrente de problemas ligados à gravidez ou por ela agravados, ocorridos no período da gestação ou até 42 dias após o parto.

As causas são basicamente decorrentes das doenças hipertensivas da gravidez, hemorragias, infecções puerperais e aborto. Muitas vezes ocorrido pelo fato da má qualidade de vida dos contextos familiares, a violência doméstica, o analfabetismo e a baixa renda.

Por isso, o Dia Nacional de Luta pela Redução da Mortalidade Materna tem o objetivo de levantar uma campanha para garantir as mulheres a serem informadas sobre direitos relacionados à gravidez, e a saúde plena durante todo esse período.

Cerca de 90% das mortes maternas poderiam ser evitadas caso houvesse atendimento adequado no pré-natal, no parto e no pós-parto.

Preocupados com a saúde materna, o Ministério da Saúde destaca a importância da estratégia Rede Cegonha, uma rede de cuidados materno-infantil, que prevê medidas de fortalecimento da rede de assistência e a progressiva redução da mortalidade materna. Disponibilizando maior acesso aos cuidados hospitalares, e o acompanhamento das mulheres antes, durante e após o parto.

A luta é uma longa caminhada de conscientização entre as gestantes quanto à importância de dar mais atenção à sua própria saúde, que neste momento, é mais delicada. E o incentivo da sociedade celebrando esse dia é capaz de alertar a gravidade do problema e sensibilizar tanto as mulheres para que façam o pré-natal, mas também seus companheiros do dia a dia para que a ajude no que precisar.


Fonte: 
Editoria HelpSaúde.

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

DISCLAIMER: Todo e qualquer conteúdo apresentado nas páginas do Blog do HelpSaúde tem caráter estritamente informativo e educacional, e de nenhuma maneira substitui as informações ou apreciações de especialistas das respectivas áreas de interesse aqui apresentadas. O conteúdo de posts escritos por prestadores de saúde cadastrados no HelpSaúde são de responsabilidade do autor, logo a HelpSaude Brazil SA, proprietária do Blog (blog.helpsaude.com) e do Site (www.helpsaude.com) se exime de qualquer encargo ou obrigação.

Um comentário:

  1. Uma alerta muito boa sobre tudo que gera esses perigos, entre eles a violência, frieza e arrogância do homem infantil ou ignorante que não sabem ou não tem paciência para zelar pela mãe do seu filho!

    ResponderExcluir