sexta-feira, 9 de março de 2012

Comportamento Compulsivo ou Aditivo/Transtornos do Espectro obsessivo compulsivo - Você sabe o que é?

A palavra compulsão tem como origem latina compellere, de compelir, que impele, que constrange.

Para ÁLVARO CABRAL (1971) compulsão seria um ato forçado e contrário ao desejo do indivíduo, um estado onde a pessoa é constrangida a atuar contra sua vontade, um motivo mesmo que impede a pessoa a agir contra sua inclinação, e pode ser externa ou interna e mesmo subjetiva.

De acordo com J.LAPLANCHE,J. & B.PONTALIS (1970) a compulsão, Zwang em alemão podendo ser entendida também como obsessão, e Zwangsneurose é traduzido por neurose obsessiva; seria definido como um tipo de comportamento que o indivíduo é levado a realizar por uma coação interna. Um pensamento (Obsessão), uma ação, uma operação defensiva, mesmo uma sequencia complexa de comportamentos, são qualificados de compulsivos quando a sua não realização é sentida e faz desencadear uma amplificação de angústia.

Segundo G. J.BALLONE os Comportamentos Compulsivos são também chamados de Comportamentos Aditivos, e são hábitos mal adaptativos, aprendidos e repetitivos num excesso. São seguidos por uma descarga de alívio de ansiedade e ou angústia. São hábitos que acontecem quase que automaticamente. Diz-se que esses Comportamentos Compulsivos são mal adaptativos porque, normalmente não se adaptam ao bem estar mental pleno, ao conforto físico e à adaptação social..

Exemplos:
1 - Se a pessoa é acometida pela idéia (contra sua vontade) de que está se contaminando através de alguma sujeira nas mãos, terá pronto alívio em lavar as mãos. Entretanto, se tiver que lavar as mãos 40 vezes por dia, ao invés de adaptar essa atitude, acaba por esgotar.
2 – Se a pessoa é acometida pela idéia de que seus pais sofrerão algum acidente fatal, poderá conseguir alívio da angústia gerada por esses pensamentos se, por exemplo, bater 3 vezes na madeira... Mas se tiver que bater na madeira 40 vezes por dia, ao invés de aliviar, essa atitude acaba por constranger e frustrar.
3 – Se a pessoa tem um pensamento incômodo de que aquilo que acabou de comer poderá engordá-la, terá alívio dessa sensação provocando o vômito, ou tomando laxantes....

O TOC - Transtorno Obsessivo-Compulsivo /CID 10º F42/está dentro dos Comportamentos Compulsivos?
Sim, pois dentro dos comportamentos compulsivos teríamos, além do Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), aqueles relacionados ao Transtorno do Esquema Corporal (ou Transtorno Dismórfico Corporal), como por exemplo, a Anorexia Nervosa, a Bulimia, Vigorexia e a Hipocondria. Essas pessoas teriam uma falsa imagem do próprio corpo, algumas achando que estão gordas (Anorexia e Bulimia), outras achando que não são fortes e perfeitos o suficiente (Vigorexia) e outros ainda achando que parte de seu corpo adoece (hipocondria).

Por que ocorrem Comportamentos Compulsivos?
Não há uma causa bem estabelecida para a ocorrência de Comportamentos Compulsivos. Pode-se falar em vulnerabilidades e predisposições, seja por hábitos aprendidos no seio familiar, seja por razões psicológicas ou biológicas.

Os Comportamentos Compulsivos ou Aditivos podem ser entendidos como atitudes (mal-adaptadas) de enfrentamento da ansiedade e/ou angústia, trazendo conseqüências físicas, psicológicas e sociais graves. Por exemplo, recorrer ao uso abusivo do álcool, das drogas, à fuga do convívio social, ao hábito intempestivo do vômito, etc. Essas pessoas podem ainda comprar compulsivamente, sem levar em conta o saldo bancário, comer compulsivamente, mesmo quando não sentem fome, jogar, praticar atividades físicas em excesso, etc.

Quais os prejuízos dos Comportamentos Compulsivos?
Primeiramente o paciente acaba tornando-se dependente dessas atitudes, as quais ocupam um espaço importante no seu cotidiano. Em alguns casos ocorrem danos físicos, como na pessoa com Vigorexia, que precisa malhar (exageradamente) todos os dias e por longas horas, ou lesões na pele das mãos devido aos rituais de lavar continuadamente, ou escoriações quando há auto-escoriações, calvície quando há Tricotilomania, ou desnutrição quando a compulsão é por vômitos (Bulimia) e assim por diante. Geralmente essas pessoas sentem desconforto emocional se não fizerem esses comportamentos ritualísticos, apresentam grande angústia ou ansiedade na ausência ou na impossibilidade em realizar a atividade compulsiva. Na esfera profissional e social, a ocorrência de tais comportamentos pode resultar em prejuízo no trabalho, na conclusão de tarefas, na liberdade de sair de casa, na vergonha do contacto com outras pessoas, etc.
A repetição desses comportamentos e o aumento gradual da freqüência deles acabam caracterizando um verdadeiro processo de dependência. Assim, na busca pelo prazer, pode ocorrer a adição química com o consumo exagerado de álcool, então o comportamento compulsivo e a dependência química andam de mãos dadas. Por exemplo o ato compulsivo de jogar tem o mesmo papel que a droga, o álcool, a cocaína e outras drogas psicoativas.

Quando tratar a compulsão?
Geralmente quando têm como conseqüências, prejuízos significativos à vida da pessoa e/ou ao seu entorno sócio familiar.

Tipos de Comportamentos Compulsivos

1 - Jogar Compulsivo (ou Patológico)
É um comportamento de jogo mal adaptativo,excitante, recorrente e persistente, que perturba os empreendimentos pessoais, familiares e/ou ocupacionais. Existe ainda uma sensação especial no comportamento de risco, o que ocupa a mente do jogador fazendo que passe a repetir o comportamento (dependência). O jogo pode tornar-se uma grande fonte de prazer, podendo vir a ser a única forma de prazer para algumas pessoas. O jogador compulsivo costuma se tornar inconseqüente, gastando aquilo que não tem, perdendo a noção de realidade. A síndrome de abstinência pode estar presente.

2 - Atividade Física Compulsiva (Vigorexia)
A escravização que as pessoas das sociedades civilizadas se submetem aos padrões de beleza tem sido um dos fatores sócio-culturais associados ao aumento da incidência do Comportamento Compulsivo para a prática de exercícios. Inicialmente essa atividade física pode proporcionar prazer, relaxar, fazer com que a pessoa se sinta mais saudável e bonita. Mas a prática no exagero pode comprometer a saúde física do paciente, e este se tornar refém de um comportamento inadequado. Há uma obsessão pela musculatura e uma compulsão nos exercícios para obtenção de massa muscular.

3 - Comprar Compulsivo (Shopaholic)
Assim como os demais Comportamentos Compulsivos ou Aditivos, o comprador compulsivo é, praticamente, um dependente do comportamento de comprar, precisando fazê-lo sem limites para se sentir bem, pelo menos bem naquele momento (para depois arrepender-se, culpar-se).O comprador compulsivo acaba por consumir coisas pelo fato de consumir e não mais pela necessidade do objeto que é consumido. Para alguns estudiosos existe também o comprador por impulso, ou seja, é aquele que num dado instante, compra um produto pela embalagem, pelo apelo publicitário, diferentemente do comprador compulsivo que possui o vício de comprar.

4 - Trabalhar Compulsivo (Workaholic)
Com o objetivo de vencer profissionalmente, ganhar dinheiro, sobressair-se socialmente, tem sido glorificado pelo sistema cultural que a pessoa procure dar o melhor de si trabalhando.
O trabalho pode ser utilizado como uma ocupação mental capaz de tomar o espaço de outros sentimentos ou pensamentos mais difíceis de serem vivenciados. Quando a atividade funciona como uma forma de esconder-se, fugir ou não ter que sentir ou pensar em outros problemas, enfim, quando alivia a angústia da vida de relação, o trabalhar pode tornar-se compulsivo..
Neste caso, o trabalhar perde sua função natural passando a ser prejudicial ao bem estar físico, familiar psicológico e social do indivíduo. Na compulsão pelo trabalho a pessoa vai de casa para o trabalho, do trabalho para a casa, excluindo-se de sua vida as opções do lazer, as pausas nos finais de semana, o convívio descontraído com a família, etc. A pessoa com compulsão pelo trabalho freqüentemente exige dos outros o mesmo ritmo que tem para si, costuma criticar demais esses outros, exige perfeição, dedicação e devoção ao trabalho, tal como elas próprias se comportam. Normalmente são pessoas severas, isoladas, inflexíveis, perfeccionistas, amargas e exageradamente “realistas”. Para essas pessoas o trabalho é seu escudo protetor e, melhor que isso, trata-se de uma atitude fortemente enaltecida pelos valores sociais.. Na verdade, toda essa voracidade para o trabalho pode estar aliviando sentimentos de angústia por se acreditar um pai omisso ou uma mãe ausente, um companheiro fugidio, etc.

5 - Transtornos Alimentares; Comer Compulsivo (Binge-Eating)
Os Transtornos Alimentares constituem uma verdadeira "epidemia" que assola as sociedades industrializadas e desenvolvidas acometendo, sobretudo, adolescentes e adultos jovens. Vivemos em uma sociedade na qual existe o culto da magreza. Assim, comer, um comportamento universalmente tido como prazeroso, torna-se alvo de preocupação de muitas pessoas. Na realidade, trata-se de uma "epidemia de culto ao corpo". Essa "epidemia" se multiplica numa população patologicamente preocupada com a perfeição do corpo e que está sendo afetada por alterações psíquicas caracterizadas por distúrbios na representação pessoal do esquema corporal.

Fonte: Dra. Suely Bischoff Machado de Oliveira, CRP: SP8495, é psicóloga cadastrada no HelpSaúde.


Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Um comentário:

  1. Excelente site! Só a título de curiosidade há um agregador de conteúdos chamado Agrega Pais, que é voltado para pais e mães, uma ótima forma de divulgar seu site para um público bem específico que no geral está adentrando a internet e uma forma de virar referência para este público.
    http://agregapais.com.br/

    ResponderExcluir