Pular para o conteúdo principal

Auto-Exame da Mama

Importância

O índice de câncer de mama nas últimas décadas no Brasil aumentou 68 % do que era antes. Hoje em dia, o câncer representa a maior taxa de mortalidade entre mulheres de 40 a 69 anos de idade. Aproximadamente 80 % dos tumores são detectados pelas mulheres durante o auto-exame da mama.

O que é?

O auto-exame de mama é um exame que a mulher pode fazer em si mesma, de preferência mensalmente, com o propósito de verificar a presença de câncer nos seios. A maior parte dos casos de câncer de mama são descobertos através deste exame. Quando a doença é descoberta e tratada cedo, as chances de cura aumentam consideravelmente.


O que procurar?

Quando fizer o exame da mama, a mulher deve procurar ondulações, caroços, chegar a espessura dos seios e checar se a mama está liberando algum tipo de líquido.

Quando fazer?

Recomenda-se que o exame seja feito uma vez por mês, logo após o termino do período menstrual da mulher. Se a mulher já teve a menopausa ou teve histerectomia, deve fazer o exame também uma vez por mês, mas sem data certa. Porém é necessário que todos os meses ela faça o exame no mesmo dia. Exemplo: Todo dia 11 .

Como fazer?

Passo 1: Fala o exame no chuveiro, pois com seus dedos e corpo molhados, há um deslize maior e uma maior facilidade de achar alguma diferença. Com os dedos esticados, percorra todo o seu seio procurando alguma anormalidade.

Passo 2: Fique em frente ao espelho de sua casa e olhe seus seios. Primeiro com os braços esticados ao lado do corpo, depois com as mãos na cabeça e por ultimo com as duas mão apertando a cintura.

Passo 3: Examine seu seio com a mão oposta (exemplo, seio direito com a mão esquerda) enquanto estiver sentada ou de pé. Faça de forma circular, partindo do centro até a parte de fora.

Passo 4: Faça a mesma coisa do passo número 3, porém agora, faça deitada.

Passo 5: Aperte o mamilo de cada seio gentilmente entre o polegar e o dedo indicador. Fale para seu médico imediatamente caso ocorra alguma descarga de fluido.

Não tenha medo

Muitas mulheres têm medo e até vergonha de fazer este exame, porém não é preciso. Este exame é muito importante e ele previne e detecta a maior parte dos casos de câncer de mama nas mulheres.
Quando procurar um médico?
Quando achar algo de anormal em seu seio, visite seu médico. Caso não tenha, procure um perto de você no site do HelpSaúde. Um especialista pode dizer melhor sobre o que você encontrou de diferente em seu corpo.

ATENÇÃO:

O que é recomendado pelos médicos e pelo Ministério da Saúde, é que as mulheres façam um exame mais completo como a mamografia e/ou ultrassonografia mamária com acompanhamento médico. Mamografia é o método diagnóstico do câncer de mama que utiliza raios-X, sendo atualmente o mais eficaz para a detecção precoce do câncer.


Fonte: Editoria HelpSaúde.

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A riqueza do conhecimento compartilhado na prática médica moderna

Vamos discorrer sobre termos essenciais para a Gestão do Conhecimento (GC). Derivando definições da área de Informática, podemos afirmar que dado é sequência de símbolos quantificados ou quantificáveis. Portanto, um texto é um dado. De fato, as letras são símbolos quantificados, já que o alfabeto por si só constitui uma base numérica. De forma semelhante, sons e imagens também são dados. A partir do momento em que os dados podem ser organizados de forma lógica e inteligível, podemos chamá-los de informação. Quando a informação pode ser aplicada a qualquer situação em que seja necessária uma tomada de decisão, nós temos o conhecimento. Em outras palavras, conhecimento é a informação útil ou aquela que carrega um propósito. O conhecimento médico sempre foi uma combinação entre arte e ciência, sendo tradicionalmente relegado a pesquisadores a busca pelos avanços e, aos médicos praticantes, a arte de aplicar o conhecimento e se relacionar com o paciente. Entretanto, em nosso tempo,

Mitos e verdades sobre a friagem e o golpe de ar

Leva o casaco! O inverno está chegando, e com ele alergias, gripes e outras doenças respiratórias. Essa estação do ano também trás a famigerada friagem, e as mães e avós ficam em polvorosa recomendando casaquinhos e agasalhos. Mas será que o tal golpe de ar, que ocorre quando saímos de um banho quente, quando abrimos a geladeira, quando bate um vento, e em vários outros momentos, realmente faz mal para saúde? É inegável que muitas pessoas associam friagem e golpes de ar à maior incidência de gripes. Afinal, no inverno, gripes e resfriados são sim mais comuns.  Diversos estudos já foram feitos, desde 1950, para avaliar essa correlação e nenhum desses jamais comprovou essa teoria. Eles indicam que a friagem e golpes de ar não têm influência sobre o desenvolvimento de tais doenças, que isso é uma crendice. Na verdade, gripes, resfriados e infecções respiratórias são doenças infecciosas, provocadas por micróbios que se alojam no aparelho respiratório e causam tosses, espirros, cor

Malformações Vasculares do Cérebro

1. Introdução As malformações vasculares cerebrais são anomalias na formação dos vasos sanguíneos do cérebro e que podem levar a acidentes vasculares ou epilepsia.  2. Classificação em tipos Os diversos tipos de malformações vasculares cerebrais apresentam diferentes quadros clinicos, ou seja, sintomas e sinais de sua existência, assim como características típicas em exames de imagens, como ressonância magnética cerebral. Devem, portanto, ser analisadas separadamente. A classificação mais usada na literature médica divide as malformações vasculares cerebrais em quatro tipos: • Malformações artério-venosas ou mais conhecidas como MAV. • As malformações cavernosas cerebrais ou cavernomas (ou, também chamados angiomas cavernosos). • As malformações venosas (ou angiomas venosos). • As telangiectasias. 2.1. Malformações artériovenosas cerebrais (MAVs) Embora não seja o tipo mais comum de malformação vascular do cérebro, pode manifestar-se em pacientes jovens, sendo causa