Pular para o conteúdo principal

ATIVIDADE FÍSICA NA TERCEIRA IDADE

A expectativa de vida dos brasileiros está aumentando a cada ano. A média é de 73,1 anos e as mulheres vivem em média 7 anos a mais que os homens, com variações que dependem de fatores como sexo e região. As taxas mais altas de longevidade feminina são encontradas no Rio de Janeiro, Ceará e São Paulo.

Para obter qualidade de vida e acréscimo da expectativa de vida, o ser humano necessita de bem estar, um equilíbrio com a sociedade e sua cultura.

Vamos entender por que as mulheres vivem mais que os homens?

Segundo estudo realizado no University Medical Centre, na Holanda, as mulheres vivem mais que os homens devido à menstruação. Isso mesmo. A pesquisa revela que ao menstruar o hormônio ESTRADIOL faz o coração trabalhar com maior intensidade. Este hormônio é produzido pelos folículos ovarianos e, entre outros, auxiliaria na manutenção dos tecidos, contribuindo para a elasticidade da pele e dos VASOS SANGUÍENEO.  De fato, já sabe-se, que as mulheres que produzem elevada quantidade de estradiol tem a estima elevada.

Sejam mulheres ou homens, a longevidade com qualidade de vida demanda CUIDADOS ESPECIAIS, se possível, iniciados ainda na infância e não apenas após os 60anos.

Destacamos:

1.exercícios físicos;
2.uma alimentação saudável;
3.bom relacionamento com a sociedade e com a família;
4.espaços para lazer, e
5.ocupação, hobbies (algo que gere interesse e motivação)

EM BUSCA DA INDEPENDÊNCIA NA TERCEIRA IDADE

No processo de envelhecimento ocorrem alterações fisiológicas. Afinal, essa etapa da vida é caracterizada pelo surgimento de doenças como a diabetes, a hipertensão arterial, arteriosclerose, artrose, perda da visão e da audição. Muitas dessas doenças decorrem dos hábitos de vida como a alimentação incorreta, esforço repetido ou desproteção durante o trabalho, tabagismo, falta de atividade física, abuso de álcool, entre outras.

As pessoas na melhor idade devem buscar se manter  independentes, auto confiantes. Assim costumam buscar meios para postergar o processo de envelhecimento, criando uma circunstância favorável para que o processo do envelhecimento seja sadio e os indivíduos eficientes e realizados.

É a busca da qualidade de vida que ajuda a enfrentar a longevidade.

A ATIVIDADE FÍSICA

É natural que na terceira idade, ocorrendo um declínio físico, o cotidiano se torne pouco ativo. O rendimento cai nas habilidades motoras, na coordenação, concentração. Estas reações podem causar baixa estima, solidão, isolamento social, causando doenças psíquicas e físicas. Para PREVENIR o efeito do processo de envelhecimento, os governos e a sociedade procuram fomentar cada vez mais os programas de ATIVIDADE FÍSICA para os idosos no intuito de MINIMIZAR e RETARDAR a perda da capacidade física, as modificações anatomo-fisiológicas, a função cognitiva e as alterações psicossociais, como:

•perda de equilíbrio;
•diminuição da elasticidade vascular;
•tendência à osteosporose e perda de cálcio;
•problemas na coluna;
•redução da capacidade respiratória;
•insuficiência cardíaca;
•depressão;
•impotência sexual;
•isolamento social decorrente da aposentadoria;
•síndrome do ninho vazio ( saída dos filhos de casa).


ATENÇÃO: Antes do início de qualquer atividade física, o indivíduo da melhor idade deve se submeter a uma avaliação médica e a apartir desta avaliação entender onde o idoso é mais fraco, mais lento e menos potente; verificar o equilíbrio.

Atividades físicas para idosos são sinônimo de benefícios para as capacidades motoras e melhoram a performance nas atividades cotidianas, as capacidades de obter prazer com o lazer , produzindo endorfina e andrógeno que são responsáveis pela sensação de bem estar.

Entretanto, atividades físicas para idosos devem estabelecer um programa que possa ser aceito com prazer pelo idoso como as atividades recreativas em grupo, a fim de sociablizá-los; realizar atividades moderadas, progredindo para atividades de força que são fundamentais para os músculos, a postura; alongamento para a flexibilidade atividades relaxantes que diminuem as tensões musculares e o stress.

Se o idoso se adaptar a uma atividade que sinta prazer, o índice de evasão e desistência é menor.

Educadores físicos indicam mais frequentemente a prática das seguintes atividades:

-Hidroginástica;
-Caminhadas;
-Bicicleta ergométrica;   
-Alongamento;
- Yoga;    
- Pilates.


REGULARIDADE É A ORDEM DO DIA!

AS ATIVIDADES FÍSICAS DEVEM SER PRATICADAS COM REGULARIDADE.
O IDEAL É REALIZAR DE 5 A 6 VEZES POR SEMANA.
ENVELHECER COM ALEGRIA E ESTIMA É ENVELHECER COM SAÚDE!
Antes de começar consulte seu clínico geral ou o seu geriatra.


Fonte: Editoria HelpSaúde.

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Comentários

  1. Parabéns pela matéria!
    Compartilhando meu blog voluntário voltado às pessoas de meia e terceira idade: http://esporte3idade.zip.net - Moderadora Irene da Rocha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Irene, você conhece a quiropraxia e seus benefícios para as pessoas de terceira idade?
      Atenciosamente;
      Dr. Fabio Corsini Motta - ABQ:0486
      Instituto Paulista de Quiropraxia - IPQ
      Tel.: 11-9466-2260
      http://www.ipquiropraxia.com.br/quiropraxia.html

      Excluir
  2. A Quiropraxia na terceira idade garante uma ótima qualidade de vida, uma vez que melhora a mobilidade da pessoa, elimina as dores, fortalece o sistema imunológico e muito mais!!
    Agende sua consulta e e viva uma nova vida!
    Atenciosamente;
    Dr. Fabio Corsini Motta - ABQ:0486
    Instituto Paulista de Quiropraxia - IPQ
    Tel.: 11-9466-2260
    http://www.ipquiropraxia.com.br/quiropraxia.html

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Mitos e verdades sobre a friagem e o golpe de ar

Leva o casaco! O inverno está chegando, e com ele alergias, gripes e outras doenças respiratórias. Essa estação do ano também trás a famigerada friagem, e as mães e avós ficam em polvorosa recomendando casaquinhos e agasalhos. Mas será que o tal golpe de ar, que ocorre quando saímos de um banho quente, quando abrimos a geladeira, quando bate um vento, e em vários outros momentos, realmente faz mal para saúde? É inegável que muitas pessoas associam friagem e golpes de ar à maior incidência de gripes. Afinal, no inverno, gripes e resfriados são sim mais comuns.  Diversos estudos já foram feitos, desde 1950, para avaliar essa correlação e nenhum desses jamais comprovou essa teoria. Eles indicam que a friagem e golpes de ar não têm influência sobre o desenvolvimento de tais doenças, que isso é uma crendice. Na verdade, gripes, resfriados e infecções respiratórias são doenças infecciosas, provocadas por micróbios que se alojam no aparelho respiratório e causam tosses, espirros, cor

Estados Unidos questionam o pânico da H1N1

Com toda a movimentação da mídia, dos governos, previsões catastróficas e vacinas compradas às pressas, os americanos e outras nações começam a questionar se todo o movimento mundial em volta da Gripe H1N1 não traria mais malefícios para a sociedade do que a própria epidemia. Notícias como "A Gripe Suína já matou 600 pessoas nos EUA e já corresponde a 97% das novas infecções" assustam qualquer um, mas tomam nova perspectiva quando vemos que 36.000 pessoas morrem anualmente para a "gripe comum" (gripe sazonal). Medidas bem intencionadas podem ser exageradas às vezes, como um excesso de escolas fechadas, e tendem a espalhar o pânico na sociedade, alimentando um medo que não corresponde à gravidade da situação. Não que devamos abstrair dos cuidados, mas é melhor para todos quando damos o devido peso às situações. Os estadunidenses já passaram por várias situações de pânico da população que no final não se converteram em tragédias, como o medo do antraz, do bug do

Os Perigos escondidos nos Alimentos: Peixe-espada

Sabiam que pode ser perigoso consumir certos peixes? Médicos alertam sobre os danos que podem ser causados por metais pesados, presentes em grandes quantidades em alguns peixes.  O alerta serve especialmente para mulheres que estão grávidas ou planejando ficar. O Dr. Philip Landrigan, pediatra da escola de medicina de Mount Sinai, diz que nesse período, evitar peixes com muito mercúrio é uma prioridade. O peixe-espada contém níveis elevados de mercúrio, um metal que pode danificar fetos em desenvolvimento e até causar ataques cardíacos em adultos. No entanto, sabemos da importância de se comer peixes regularmente, para se obter a dose diária de omega-3, um ácido graxo que diminui a quantidade de colesterol ruim no sangue (LDL) e aumenta a do colesterol bom (HDL).  A solução? Comam peixes que não contêm grandes quantidades dessas substâncias nocivas, como o salmão, atum e truta e façam rotineiramente um check-up preventivo . Equipe HelpSaúde Fonte: Rodale DISCLAIMER: