sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Dia Nacional de Combate ao Câncer de Mama - 27 de Novembro

O dia 27 de novembro, Dia Nacional de Combate ao Câncer de Mama, não é uma data para ser comemorada. O câncer de mama ocupa o primeiro lugar no ranking, com 31.590 casos.

Dados estatísticos atuais sobre o câncer de mama

Segundo tipo mais frequente da doença no mundo, o câncer de mama é o mais comum nas mulheres, respondendo por 22% dos novos casos registrados anualmente. É relativamente raro antes do 35 anos, e acima dessa faixa sua incidência aumenta rápida e progressivamente. No Brasil, as taxas de mortalidade ainda são altas, mas provavelmente por causa do diagnóstico tardio da doença. Na população mundial, a sobrevida média após cinco anos de em torno de 61%.

Por que o Ministério da Saúde não indica mais o auto exame?
Recentes estudos sugerem que o papel do auto exame na prevenção, se existir, é muito limitado. Sem associação com o exame clínico dos seios feito por um médico e sem mamografia periódica, o auto exame por si só não é eficaz. Além disso, acredita-se que ao invés de ajudar, ele prejudique, já que acaba por causar ansiedade e medo nas mulheres, além do aumento registrado no número de biópsias, na maioria das vezes desnecessárias.

Campanha mundial de cuidado e conscientização sobre o câncer de mama (Pink October)
É um movimento popular internacional, em prol da luta contra o câncer de mama. Em 1990, o laço cor de rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos corredores que participaram da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova Iorque, e depois passou realizada anualmente.

Como a mulher pode perceber a doença?
Existem maneiras simples de a mulher perceber os sintomas do câncer de mama. A forma mais fácil é a presença de um caroço no seio podendo ser acompanhado ou não de dor, mas vale lembrar que nem todo caroço é câncer e por isso é essencial se consultar com um profissional de saúde que possa fazer o diagnóstico.

Veja os diferentes tipos de câncer de mama.

Fonte: Editoria HelpSaúde.
Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário