Pular para o conteúdo principal

O que comer antes de ir para a balada?

Banho tomado, look, maquiagem e penteado impecáveis. Pronta para a balada? Não! Antes de sair batendo a porta de casa, que tal fazer um bom lanchinho para espantar o sono e aguentar firme e forte a madrugada?

A primeira dica para postergar a chegada do sono é apostar nos alimentos protéicos.

A nutricionista Thabata Martins, do Zahra Spa & Estética explica: "As carnes bovina, suína, peixe e aves fazem os outros aminoácidos competirem com o triptofano, impedindo a formação de serotonina, o hormônio que nos auxilia a dormir".

Outras sugestões da especialista são chocolate, café, chá preto e refrigerantes à base de cola. "Eles nos deixam em alerta, pois possuem cafeína. Porém, seus excessos podem causar insônia, retenção hídrica, aumento descompensado do batimento cardíaco e muitas vezes nos levar à ansiedade crônica, alterando todo um funcionamento normal de um organismo saudável", alerta.

Se a sua intenção é dançar a noite toda, a dica é recorrer aos carboidratos - pães, bolos, tortas, combinados de carne e salada ou uma fruta - porque são calóricos e dão uma verdadeira injeção de energia. E o melhor: ao dançarmos, gastamos essa energia, já que, quando acumulada acarreta no aumento de peso.

Balada não combina com bafo, não é? Portanto, pegue leve na cebola e no alho. Não os usados em preparações como arroz e feijão cozidos, mas em forma direta, como pizza, ou em excesso em alguma salada. "Evite também ficar em jejum e ingerir pimentão, melancia e pepino, porque você provavelmente se lembrará deles até o dia seguinte. E nada mais desagradável do paquerar ou beijar alguém nessa situação!", comenta Dra. Thabata.

A nutricionista aproveita e monta um cardápio para ser consumido antes da balada. "Este lanche não tem finalidade de perda ou ganho de peso, é somente uma indicação geral", ressalta. Anote:

Pão integral - 2 fatias

Filé de frango grelhado - 1 bife médio

Maionese - 1 colher de chá cheia distribuída nas fatias de pães

Queijo branco - 1 fatia grossa.

Alface e tomate à vontade

Suco de abacaxi, laranja e xarope ou pó de guaraná natural (somente uma colher de chá rasa para cada 200 ml de suco da fruta com água pronto). Pode bater ou misturar.

Sobremesa: 4 quadradinhos de uma barra de chocolate ao leite ou meio amargo. Por conter mais cacau auxilia no pique da noite toda.

Fonte: Zahra Spa & Estética. CNPJ: SP 12523400000160

Clínica especializada cadastrada no Help Saúde

Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mitos e verdades sobre a friagem e o golpe de ar

Leva o casaco! O inverno está chegando, e com ele alergias, gripes e outras doenças respiratórias. Essa estação do ano também trás a famigerada friagem, e as mães e avós ficam em polvorosa recomendando casaquinhos e agasalhos. Mas será que o tal golpe de ar, que ocorre quando saímos de um banho quente, quando abrimos a geladeira, quando bate um vento, e em vários outros momentos, realmente faz mal para saúde? É inegável que muitas pessoas associam friagem e golpes de ar à maior incidência de gripes. Afinal, no inverno, gripes e resfriados são sim mais comuns.  Diversos estudos já foram feitos, desde 1950, para avaliar essa correlação e nenhum desses jamais comprovou essa teoria. Eles indicam que a friagem e golpes de ar não têm influência sobre o desenvolvimento de tais doenças, que isso é uma crendice. Na verdade, gripes, resfriados e infecções respiratórias são doenças infecciosas, provocadas por micróbios que se alojam no aparelho respiratório e causam tosses, espirros, cor

A riqueza do conhecimento compartilhado na prática médica moderna

Vamos discorrer sobre termos essenciais para a Gestão do Conhecimento (GC). Derivando definições da área de Informática, podemos afirmar que dado é sequência de símbolos quantificados ou quantificáveis. Portanto, um texto é um dado. De fato, as letras são símbolos quantificados, já que o alfabeto por si só constitui uma base numérica. De forma semelhante, sons e imagens também são dados. A partir do momento em que os dados podem ser organizados de forma lógica e inteligível, podemos chamá-los de informação. Quando a informação pode ser aplicada a qualquer situação em que seja necessária uma tomada de decisão, nós temos o conhecimento. Em outras palavras, conhecimento é a informação útil ou aquela que carrega um propósito. O conhecimento médico sempre foi uma combinação entre arte e ciência, sendo tradicionalmente relegado a pesquisadores a busca pelos avanços e, aos médicos praticantes, a arte de aplicar o conhecimento e se relacionar com o paciente. Entretanto, em nosso tempo,

Malformações Vasculares do Cérebro

1. Introdução As malformações vasculares cerebrais são anomalias na formação dos vasos sanguíneos do cérebro e que podem levar a acidentes vasculares ou epilepsia.  2. Classificação em tipos Os diversos tipos de malformações vasculares cerebrais apresentam diferentes quadros clinicos, ou seja, sintomas e sinais de sua existência, assim como características típicas em exames de imagens, como ressonância magnética cerebral. Devem, portanto, ser analisadas separadamente. A classificação mais usada na literature médica divide as malformações vasculares cerebrais em quatro tipos: • Malformações artério-venosas ou mais conhecidas como MAV. • As malformações cavernosas cerebrais ou cavernomas (ou, também chamados angiomas cavernosos). • As malformações venosas (ou angiomas venosos). • As telangiectasias. 2.1. Malformações artériovenosas cerebrais (MAVs) Embora não seja o tipo mais comum de malformação vascular do cérebro, pode manifestar-se em pacientes jovens, sendo causa