quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Neuroma de Morton

O que é?

É um neuroma benigno, ou seja, uma tumoração que não é câncer, no nervo plantar interdigital (entre os dedos).

Foi identificado pela primeira vez por Thomas G. Morton em 1876, por isso o nome. Geralmente, provoca dor localizada e, frequentemente , se forma na região interdigital, situado entre os metatarsos e os dedos, devido ao contato entre o nervo que passa no local e as cabeças dos metatarsos.

Como ele se forma?

Sua causa é desconhecida, mas sabe-se que é mais frequente em pessoas que usam calçados apertados na ponta dos dedos ou com movimentos ineficientes ou inadequados, como, por exemplo, nos atletas de corrida que forçam demasiadamente as pontas dos pés durante as passadas.

O neuroma de Morton forma uma pequena massa (como se fosse um calo por baixo da pele, mas de tecido nervoso) ao redor do nervo plantar comum, situado embaixo do pé.

Na forma mais comum ocorre entre o terceiro e quarto dedos, 80% dos casos, e mais raramente, entre o segundo e terceiro dedo, em apenas 16% das ocorrências.

São mais freqüentes no pé esquerdo, raramente são bilaterais (ocorrerem nos dois pés), e cerca de 86% dos casos ocorrem em mulheres.

Sintomas mais comuns

A principal queixa dos que sofrem com o neuroma de Morton são a dor no ante pé, ficar em pé ou caminhar. A dor começa no metatarso e se irradia por todo o pé. Pode ocorrer sensação de queimação no pé ou até mesmo dormência nos dedos. Não apresenta sinais externos, como inchaços ou protuberâncias. Sapatos de salto alto ou estreitos e apertados podem agravar os sintomas, pois aperta os ossos dos dedos do pé, o que contribui para comprimir o nervo. A hiper extensão dos dedos durante a descarga de peso durante o agachamento, subida de escadas ou durante a corrida podem ampliar os sintomas.

Diagnóstico

O médico irá realizar exames clínicos, avaliando histórico e tipo de dor do paciente, e exames físicos, apalpando o pé à procura de alguma massa ou estalo entre os ossos, ou irá pressionar os espaços entre os ossos dos dedos para que surja a dor ou identifique calos ou fraturas por esforço que possam ser a causa das dores. Raio X também poderá ser solicitado.

Tratamento

O tratamento é simples e costuma envolver um ou mais destes:

- mudar os calçados, aprendendo a evitar modelos que sejam apertados ou justos demais. Deve-se também evitar saltos elevados, substituindo os por sapatos mais largos, com saltos mais baixos e sola macia. Esta atitude possibilita que os ossos se estendam, reduzindo a pressão no nervo;

- usar palmilhas ortopédicas, levantando e separando os ossos do pé a fim de reduzir a pressão no nervo;

- uso de medicamentos prescritos por ortopedista para diminuir o inchaço e inflamação no nervo, enquanto for necessário;

- fisioterapia, as sessões podem ser extremamente importantes para o alívio da dor.

Diversos estudos mostraram que a utilização da combinação de sapatos mais confortáveis, medicamentos antinflamatórios e palmilhas ortopédicas feitas sob medida levam à resposta satisfatória no alívio das dores em mais de 80% dos casos de pessoas que sofrem de neuroma de Morton.

Fonte: Editoria HelpSaúde.
Quer fazer parte do nosso blog? Envie um artigo para artigos@helpsaude.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário